Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

07/03/2012 - JB Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

RS: mulher assume roubo de R$ 2,5 mi de igreja e inocenta vice-cônsul


A Justiça do Rio Grande do Sul recebeu uma carta de uma mulher que se diz funcionária do governo português e que afirma ter pegado os R$ 2,5 milhões de reais que sumiram da Arquidiocese da Igreja Católica de Porto Alegre em dezembro de 2010. Ela também se mostrou disposta a devolver o que sobrou da quantia para inocentar o ex-vice-cônsul Adelino Vera Cruz Pinto, que, desde o sumiço do dinheiro, é acusado de estelionato e foi transformado em foragido internacional. O montante desapareceu após ser depositado na conta de Pinto, com objetivo de viabilizar uma suposta doação de recursos do governo luso para reformar paróquias no Rio Grande do Sul. As informações são do jornal Zero Hora.

Na carta, a mulher se apresenta como Teresa Maria Ferreira de Almeida Monteiro, que seria uma ex-namorada de Pinto e filha de um ex-diretor do Serviço Secreto de Portugal. Ela diz que recebeu "todo o dinheiro" repassado pelo ex-vice-cônsul e que Pinto foi vítima de uma "situação criada" por ela e uma amiga. A mulher disse que as duas teriam usado o dinheiro em cassinos. O promotor Fabiano Dallazen afirmou que avaliará a veracidade da carta. Ele disse que a mulher deverá ser interrogada e que pode ser denunciada por estelionato, mas que "isso não excluiu o Adelino (Pinto) porque o dinheiro foi depositado na conta dele". O ex-vice-cônsul, que diz estar em Portugal, declarou apenas que "tudo será esclarecido".

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 184 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal