Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

06/03/2012 - Folha de São Paulo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Na África, milhões de pessoas usam SMS para pagamentos

Por: Roberto Dias


A ironia da história dos pagamentos moveis é que os países ricos passarão por uma mudança cultural já presente em muitos lugares pobres.

Enxergar o celular como uma carteira é uma realidade na África. O salto aconteceu porque era mais fácil expandir os meios de pagamento numa base já instalada (os celulares) do que investir em outra (um sistema bancário).

Na falta óbvia do NFC, a tecnologia que impulsionou os celulares africanos foi o velho e bom SMS, ainda que de forma criptografada e algumas vezes "disfarçado" em telas mais amigáveis.

"Quando existe uma falta muito grande de infraestrutura, as novas tecnologias acabam avançando muito mais rapidamente", diz Khalid Fellatti, da Western Union.

Códigos simples indicam as ordens bancárias, como depósitos e transferências.

O esquema permite, por exemplo, que as pessoas não guardem dinheiro em casa nem tenham que vencer longas distâncias até os bancos.

O país onde esse tipo de serviço mais se desenvolveu é o Quênia, com mais de 20 milhões de correntistas móveis. Mas espera-se que a Nigéria assuma logo mais a primeira posição.

O boom de carteiras na África criou vários casos de sucesso empresarial, como a M-Pesa, companhia que domina o serviço no Quênia, da MTN, que fez o mesmo em Uganda, e a sul-africana Fundamo, que acabou comprada pela Visa.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 138 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal