Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

21/02/2012 - TechTudo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Top 10: fraudes na web

Por: Guilherme Neto


Como qualquer ambiente na vida real, a Internet pode ser um terreno perigoso, onde muitos criminosos aproveitam da inocência de potenciais vítimas para arrecadar dinheiro ou cometer outros crimes. O TechTudo relembra dez casos de fraude para que você fique atento e não caia em golpes semelhantes.

10. No fim do ano passado, surgiu no Facebook uma fraude que enganou muita gente ao imitar os procedimentos de segurança da rede social. A prática consiste em enviar um e-mail acusando a vítima de insultar ou incomodar outros usuários e informando que sua conta seria deletada em 24 horas como punição.

A mensagem indicava um link, que mostrava uma falsa conta desativada e pedia detalhes do login ou do cartão de crédito, entre outros dados, para que o usuário pudesse contornar o problema. Com essas informações, o criminoso tinha acesso à conta do usuário, e podia mudar a senha e o e-mail de contato. Ele partia então para crimes como roubo de identidade e outras contravenções financeiras.

09. Um americano, hoje com 22 anos, foi condenado em 2010 por crime de extorsão por chantagear rapazes para fazer sexo com ele. Anthony Stancl fingia ser mulher na Internet para conseguir fotos de homens nus e depois ameaçava postá-las na web se eles não se envolvessem sexualmente. A polícia encontrou em seu computador 40 pastas de fotos, cada uma contendo fotografias de uma pessoa diferente.

As imagens mostravam jovens exibindo suas genitálias e até se masturbando. Alguns eram menores de idade. A chantagem terminou quando um deles, de 16 anos na época, denunciou o caso para os pais e à polícia, depois que Stancl exigiu que o adolescente enviasse fotos do irmão nu.

08. Em setembro de 2010, alguns meses antes do Nintendo 3DS chegar às lojas, um vendedor muito "esperto" anunciou no Mercado Livre a venda do portátil em primeira mão. Na propaganda, ele afirmava ter conseguido 20 amostras na E3, feira onde a Nintendo havia mostrado o novo videogame portátil pela primeira vez. A fotomontagem ilustrativa exibia um reflexo bastante irreal, evidenciando a farsa. Algumas pessoas estavam caindo no golpe, até que várias outras se juntaram para, claro, bagunçar a venda fazendo piadas na seção de perguntas.

Apesar de seus dois anúncios de venda do 3DS terem sido bloqueados na ocasião, o mentiroso voltou ao Mercado Livre em junho de 2011, dessa vez para comercializar o Wii U, próximo console da Nintendo ainda sem data de lançamento confirmada. A história se repetiu, com a seção de perguntas e respostas se tornando uma grande central de piadas. O Mercado Livre também bloqueou este anúncio.

07. Uma brincadeira de muito mau gosto causou polêmica nas redes sociais no ano passado. O site domusmortem.com exibia ininterruptamente o vídeo de uma webcam mostrando um gato preso em uma gaiola e pedia ao público decidir através de uma votação online se o animal deveria ser sacrificado ou salvo. Um relógio marcava o tempo, contando aquelas que poderiam ser as horas finais da vida do bichano.

Era tudo uma grande farsa! A produtora paulistana Guela Cine Produções estava por trás dessa ação. Segundo a empresa, tratava-se de uma obra de ficção, e o objetivo era lucrar em cima disso. A suposta transmissão ao vivo era, na verdade, imagens exibidas em loop - uma série de curtos trechos que iam se repetindo sucessivamente. A polícia chegou a abrir um inquérito na 1ª Delegacia do Meio Ambiente de SP para investigar a apologia à violência contra animais.

06. Em 2001, dois amigos de 23 anos foram condenados a dois anos de prisão e uma multa de mais de US$ 100 mil por enviarem 50 milhões de e-mails em um esquema de fraude. O crime cometido pelos hackers Steve Shklovskiy e Yan Shtok começava com a invasão de computadores de empresas para colher endereços eletrônicos de clientes. Essas pessoas então recebiam um e-mail oferecendo um trabalho de postagem de envelopes em casa, exigindo US$ 35 dólares pela chance de ser contratado. Mais de 12 mil pessoas foram enganadas.

05. Um goleiro do time de futebol Manchester City foi preso em dezembro por participar de um golpe por e-mail que levantou £ 70 mil, o equivalente a mais de R$ 190 mil. Ashley Timms, de 26 anos, se envolveu no crime logo após passar 20 meses na prisão, onde foi parar em 2008 por chantagear um ex-colega de time com um vídeo de sexo. Ele se aliou a criminosos nigerianos em um esquema que envolvia extorsão e lavagem de dinheiro.

Um e-mail era enviado a clientes de bancos, levando-os a fornecer detalhes da conta bancária. Não foi revelado exatamente como isso acontecia, mas a sabotagem nigeriana é uma das mais famosas da Internet (há indícios que ela ocorria via correspondência antes do surgimento da web). As mensagens costumam narrar em detalhes um esquema de transferência de dinheiro, que oferece à vítima a oportunidade de ficar com uma parte dos milhões de dólares que precisam ser transferidos para fora da Nigéria ilegalmente. Para isso, pede o pagamento de supostas taxas e o acesso a conta bancária das vítimas, prometendo devolver tudo posteriormente.

No golpe aplicado pelo jogador de futebol, o dinheiro das vítimas era transferido para a conta de terceiros e lavado através de máquinas de apostas.

04. Uma filipina residente nos Estados Unidos foi condenada a seis anos de prisão em dezembro por extorsão. Mary Ann Smith, de 42 anos, entrava em contato com as vítimas via e-mail descrevendo um programa inexistente de intercâmbio em que o governo americano trocava estudantes locais por alunos de outros países. A criminosa exigia US$ 6,5 mil para os estudantes interessados em ingressar nesse esquema e ainda fazia demandas adicionais para custear passagens de avião e "seguro de gripe suína", entre outras mentiras. A mulher chegou a arrecadar US$ 200 mil das vítimas.

03. No ano passado, uma fraude enganou muitos clientes das companhias aéreas Gol e TAM. A prática, conhecida como phishing, consiste em criar um site falso semelhante à página oficial de uma companhia. Neste caso, e-mails eram enviados anunciando uma suposta promoção de passagens, divulgando um link para o site falso. Com os dados do cadastro, os criminosos tinham acesso às milhas dos usuários, que são comercializadas no mercado negro.

02. Uma americana de 33 anos foi condenada a 37 meses de prisão por fraude. Bridgette Evans exibia anúncios na Internet onde dizia ser capaz de exorcizar espíritos malignos. Para fazer esse trabalho, pedia aos seus clientes que enviassem uma alta quantia de dinheiro (e, em um caso, um relógio Rolex), prometendo devolver assim que a tarefa fosse feita. Claro que ela nunca fez isso, e dessa forma conseguiu juntar US$ 1,6 milhões. Nos anúncios, a mulher se denominava a "Psíquica Mestre do Amor" e publicava testemunhos de falsos clientes, elogiando os poderes da "exorcista".

Esta não foi a primeira vez em que Evans foi presa por fraude. Ela chegou a ficar atrás das grades entre os anos 2000 e 2005 após ser condenada por acusações semelhantes. "Não estou convencido que a Sra. Evans não fará isso uma terceira vez", revelou o juiz da nova sentença.

01. A americana Diane Solomon descobriu que existia uma outra pessoa se passando por ela no Facebook e pedindo dinheiro para seus amigos! O farsante enviava mensagens dizendo que ela e sua família haviam sido assaltados em Londres. Eles não teriam como pagar hotel ou passagem, e precisavam de grana. Na verdade, Solomon, que realmente havia viajado, estava bem em Los Angeles para participar de uma corrida. As suas fotos e os contatos de seus amigos foram conseguidos através de sua conta no Yahoo. Algumas pessoas estavam prontas para doar dinheiro para o criminoso, até que Diane Solomon os alertou sobre o golpe.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 200 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal