Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

29/02/2012 - JB Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

MP denuncia agente de turismo do RJ por golpe em 24 clientes


O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) denunciou o dono de uma agência de viagem em Niterói (RJ) suspeito de cometer estelionato contra 24 clientes, que não foram reembolsados após o cancelamento de um pacote turístico. Segundo o MP-RJ, testemunhas dão conta de que pelo menos outras 42 pessoas teriam caído no mesmo golpe do agente de turismo José Cláudio Figueiredo Costa, administrador da Golforio Viagens e Turismo Ltda., em um prejuízo estimado em R$ 660 mil.

De acordo com a denúncia, José Cláudio vendeu, pelo menos, 66 pacotes de viagem de 24 dias, passando pela Grécia, Egito, Israel e Turquia, com conexão em Paris. "O referido pacote turístico tinha também finalidade religiosa, pois foi denominado de 'Caravana à Terra Santa' e teria a 'liderança espiritual' de um pastor, o que fez com que os pacotes fossem vendidos e adquiridos por dezenas de devotos da religião batista, ora lesados", diz o texto.

Os clientes pagaram pelo pacote, à época, 3.672 euros (aproximadamente R$ 10 mil) cada um. A viagem seria realizada de 4 a 28 de janeiro de 2011. Porém, um dia antes do passeio, mesmo após receber com antecedência o dinheiro, José Cláudio cancelou a viagem e não devolveu os valores.

Os consumidores, prometia a agência, teriam direito a passagem aérea pela companhia francesa Air France, hospedagem em hotéis de categoria turística superior, regime de meia pensão, ingressos nos locais de visitação, transporte em ônibus especial de turismo climatizado, guia em português durante todo o percurso e seguro básico de viagem.

Dos 66 clientes lesados, apenas 24 procuram o MP-RJ. "É muito importante que as outras pessoas lesadas, no caso 42, procurem o Ministério Público, a Central de Inquéritos de Niterói, munidos de documentos como recibos, comprovantes de depósitos ou transferências bancárias, a fim de que José Cláudio possa ser responsabilizado criminalmente por estes crimes também", diz o promotor de Justiça Cláudio Calo.

O denunciado também responde por outros crimes no 3º Distrito Policial de Campos Elíseos, em São Paulo. Há outras informações de que praticou golpes em Mato Grosso do Sul, Paraná e São Paulo. A pena máxima é de cinco anos para cada estelionato.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 260 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal