Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

27/02/2012 - Jornale Curitiba Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Falsificadores de habilitações são presos em Curitiba

Estelionatário sofreu princípio de infarto ao ser preso.

Dois homens suspeitos de comercializar modelos falsificados da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) foram presos na última sexta-feira (24) por policiais civis da Delegacia de Campina Grande do Sul. Emerson Zattera, 37 anos, e Paulo Roberto Pires de Lima, 51, foram detidos em flagrante na Cidade Industrial de Curitiba (CIC). Com eles, a polícia encontrou dezenas de CNHs falsificadas.

Ao receber voz de prisão, Lima sofreu um princípio de infarto e foi levado ao Hospital Angelina Caron, onde foi medicado antes de ser encaminhado ao Complexo Medico Penal, enquanto Zattera foi conduzido para o setor de carceragem provisória da Delegacia de Campina Grande do Sul. Além de realizar as prisões, a polícia também apreendeu computadores e materiais usados para a confecção dos documentos falsos.

De acordo com a polícia, os investigadores chegaram até os suspeitos depois que um homem que teria sido flagrado dirigindo na BR-116, em Campina Grande do Sul, portando uma CNH falsa passou a colaborar com as investigações. Os policiais passaram a contatar os suspeitos, simulando a compra de uma CNH. Os acusados foram presos quando faziam a entrega do documento falso no local combinado pelos investigadores.

Segundo a polícia, os suspeitos confessaram que a mais de um ano e meio vinham falsificando e vendendo “carteiras frias”. A polícia acredita que os falsificadores venderam centenas de carteiras frias. Eles cobravam valores que variavam de R$ 1 mil a R$ 3,5 mil para cada falsificação. Para isso, os suspeitos usavam carteiras de motoristas vencidas para fazer uma remontagem.

Na casa dos suspeitos foram encontradas fotografias e documentos de pessoas que compraram as CNHs frias. No total foram apreendidos 56 documentos para as quais os falsários alegam que venderam carteiras falsas. De acordo com a Polícia, as pessoas que compraram as carteiras falsificadas serão indiciadas e podem responder pelo crime de posse e uso de documento público falsificado.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 124 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal