Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

26/02/2012 - Diário de Cuiabá Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Estelionatário está preso no Pará

Por: Juliana Borges


Enquanto a Polícia Civil de Sinop informa que ainda não conhece o paradeiro do dono da Kita Fácil, a reportagem do Diário descobriu que ele já está preso, desde o último dia 10, no estado do Pará. O acusado Antônio Conceição Xavier, 59 anos, aplicou um “golpe de consórcio” que prejudicou dezenas de pessoas.

Segundo informações publicadas pela imprensa de Parauapebas (PA), interior do Estado do Pará, o acusado de estelionatário foi preso em flagrante, enquanto fazia um sorteio na cidade. A Polícia Civil local informou que ele continua preso na Cadeia Pública da cidade. Na data, uma equipe de investigadores teria ido até o local após receber uma denúncia que evidenciava a fraude.

Em Sinop, a empresa estava instalada no cruzamento da Avenida das Palmeiras com a Avenida dos Ingás. As vítimas só perceberam que se tratava de golpe após ver as portas do estabelecimento fechadas.

Em Sinop, o golpe aplicado era semelhante ao verificado em Parauapebas. Segundo o relato de uma das vítimas, no grupo dos sorteios havia sempre nomes de pessoas que não existiam. “Ele colocava peso nas pedras para sair apenas para essas pessoas e, quando saía para um que realmente pagava, ele não entregava a moto”, relatou Sindivaldo Domingos, morador sinopense.

Durante a verificação do funcionamento do globo pelos investigadores do Pará, foi observado que determinadas bolas não passava no orifício, e por esse motivo nunca contemplava os consorciados que estavam pagando o “sistema de compra premiada”. Também foi detida em flagrante a secretária do acusado, Maria do Amparo Ferreira.

Segundo a vítima Sindivaldo Domingos, várias pessoas caíram no mesmo golpe, só da família dele foram duas vítimas. “Meu sobrinho fez o consórcio de uma moto, pagou dez parcelas, valor de mais ou menos R$ 2 mil. Minha esposa também começou a pagar, só que agora eles fecharam as portas e nós ficamos ‘chupando o dedo’” relatou. O acusado confessou que opera nesta atividade há dois anos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 574 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal