Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

22/02/2012 - Jornal A Cidade Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

MPF apura fraude no Programa Farmácia Popular

Por: Wesley Alcântara

Procuradores pedem receitas para checar detalhes de vendas de remédios que são subsidiados pelo governo federal.

O Ministério Público Federal (MPF) realiza uma megaoperação para investigar fraudes no Programa Farmácia Popular, vinculado ao Ministério da Saúde, em 35 cidades da região.

O esquema envolve o registro de vendas inexistentes de remédios, com uso de receitas e dados falsos de pacientes, para obter verba do governo federal pelo "ressarcimento" de remédios não vendidos. Em Ribeirão Preto, sete farmácias foram notificadas e terão de apresentar documentos para comprovar a venda.

A investigação teve início na região depois do registro de fraudes em seis drogarias de Franca, no ano passado, com prejuízos de até R$ 3 milhões.

Para apurar possível esquema na região de Ribeirão, o MPF desencadeou uma força-tarefa com a participação de cinco procuradores da República.

"Queremos averiguar se o valor recebido pelas farmácias de Ribeirão e da região está compatível com os cupons fiscais das vendas", disse o procurador Andrey Borges de Mendonça.

Mendonça diz que inicialmente a investigação abrangerá apenas as vendas de 2010. Porém, não é descartada a possiblidade de a apuração avançar para 2011, caso surja algum indício de fraude.

Caso se confirme alguma fraude na região de Ribeirão, Mendonça explica que será aberto inquérito e depois ajuizada ação civil pública, com pedido de ressarcimento aos cofres públicos.

No caso de Franca, a fraude envolvia registro de venda a pessoas que declararam não fazer uso dos medicamentos e de nunca ter comparecido às drogarias, além de números de CPF trocados e nome de pessoas mortas. Até mesmo receitas médicas foram falsificadas e entregues por uma das farmácias ao MPF para tentar justificar vendas.

O programa

Pela Farmácia Popular, a população tem acesso a 24 tipos de medicamentos para hipertensão, diabetes, asma, rinite, mal de Parkinson, osteoporose e glaucoma, além de fraldas geriátricas. O medicamento é vendido com até 90% de desconto e o governo federal paga a diferença do preço às farmácias.

Veja as cidades investigadas

• Altinópolis
• Barrinha
• Batatais
• Bebedouro
• Brodowski
• Cajuru
• Cássia dos Coqueiros
• Cravinhos
• Dumont
• Guariba
• Guatapará
• Ibitiúva
• Jaboticabal
• Jardinópolis
• Luiz Antônio
• Monte Alto
• Monte Azul Paulista
• Pirangi
• Pitangueiras
• Pontal
• Pradópolis
• Ribeirão Preto
• Santa Cruz da Esperança
• Santa Rosa de Viterbo
• Santo Antônio da Alegria
• São Simão
• Serra Azul
• Serrana
• Sertãozinho
• Taiaçu
• Taiuva
• Taquaral
• Terra Roxa
• Viradouro
• Vista Alegre do Alto

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 130 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal