Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

24/02/2012 - odiario.com Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

MP vai investigar atestados médicos falsos

Por: Vanda Munhoz


O Ministério Público vai ouvir as duas empresas que denunciaram um suposto esquema de emissão de atestados médicos falsos em Nova Esperança (47 km de Maringá). A Promotoria de Defesa do Patrimônio Público abriu um Procedimento de Investigação Criminal (PIC) para apurar o caso.

O promotor de Defesa do Patrimônio Público de Nova Esperança, Nivaldo Bazoti, diz que convocou representantes do Abatedouro Coroaves Ltda. e de uma indústria de fumo (o nome ainda está sendo apurado). "Solicitamos dessas empresas um levantamento dos atestados médicos apresentados por funcionários desde janeiro de 2011 até hoje, bem como a qualificação desses funcionários", explicou Bazoti.

O promotor requisitou também uma relação dos atestados emitidos pela Secretaria Municipal de Saúde e os respectivos atendimentos médicos. "Com os documentos em mãos, vamos ouvir os médicos", completou. Bazoti diz que há informações de que um funcionário teria conseguido o bloco timbrado para emitir atestados falsos e teria também falsificado os carimbos.

O município terá 10 dias, a partir do recebimento do pedido do Ministério Público, para atender à solicitação. "A empresa que suspeitar de irregularidade em atestados médicos deve procurar o Ministério Público", avisou.

Os atestados teriam sido emitidos em nome de pelo menos quatro médicos da rede municipal de saúde. A comissão de sindicância instalada pela Secretaria de Saúde do Município considera também a possibilidade de furto de blocos de atestado médico e falsificação de carimbos.

A secretária de Saúde de Nova Esperança, Isabel Cristina Vasconcelos, disse que a sindicância ainda não foi concluída, pois faltam as declarações de um médico que está nos Estados Unidos e volta no dia 28. Ela diz que já foram ouvidos funcionários do município, mas não poderia adiantar o conteúdo das declarações."Se tiver funcionário envolvido, será exonerado", observou.

Sobre a cobrança de cerca de R$ 100 por atestado, Isabel disse que, por enquanto, nada foi confirmado. "Existem comentários sobre isso, mas não conseguimos confirmar." Nas previsões da Secretária de Saúde, o resultado da sindicância deve ser entregue na próxima semana, quarta ou quinta-feira. O atraso se deve ao feriado de Carnaval.

Além do Ministério Público, o caso também está nas mãos da Polícia Civil de Nova Esperança, pois os médicos que tiveram as assinaturas falsificadas registraram Boletim de Ocorrência. A Secretaria de Saúde do Município ficou sabendo do caso em janeiro passado, quando foi procurada pela Coroaves, que reclamava da grande quantidade de atestados médicos que liberavam funcionários do serviço.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 178 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal