Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

11/04/2006 - Jornal O Norte Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Preso estelionatário acusado de tentar aplicar golpe em deputado


Policiais da Diretoria de Inteligência e agentes de Grupo de Operações Especiais (GOE) prenderam no início da tarde desta segunda-feira, dia 10, um acusado de estelionato, que tentou aplicar um golpe contra um deputado estadual e já tinha consolidado golpes contra vários donos de restaurantes da capital.


Emanuel da Silva Xavier, 26 anos, residente em Natal – RN, confessou os crimes com a tranqüilidade típica de um “171”, detalhando seus planos.


Emanuel foi preso por volta das 13 horas, quando almoçava em um dos restaurantes que envolveu em seu golpe. Como já sabia que poderia ser preso a qualquer momento, não esboçou reação. Após a abordagem os policiais levaram o acusado para a garagem do restaurante, para algemá-lo afastado dos clientes, como forma de não afetar a imagem do estabelecimento.


Após ser preso o acusado confessou os golpes. Emanuel disse que chegou a João Pessoa no dia 20 de março e sua primeira tentativa de golpe foi contra o deputado João Gonçalves. Ele se apresentou ao parlamentar dizendo ser concluinte de Direito e que estava recolhendo contribuições para um “livro de ouro”, tendo como recompensa a escolha para ser padrinho da turma. Por motivos desconhecidos o deputado acabou não dando o dinheiro e escapou de ser lesado.


O acusado confirmou que a estória contada para o deputado era mentira e que realmente queria aplicar um golpe no parlamentar, que conheceu quando foi filiado ao PCdoB do Rio de Janeiro. Com relação aos outros golpes, Emanuel disse que resolveu investir em no ramo de promoção de ventos.


Fez uma lista de 50 restaurantes e passou a visitá-los propondo a realização de uma feira de gastronomia. Para inicio cobrava a quantia de 150 reais de cada estabelecimento, dizendo que era para custeio da campanha publicitária. Alguns empresários chegaram a fechar o acordo e pagar a quantia solicitada, entre eles a gerência do Paraíba Palace, segundo afirmou o acusado.


Mas de repente esses empresários perderam o contato com Emanuel que, após ser preso, disse que foi porque o celular tinha quebrado. Uma das vítimas fez uma checagem com um CNPJ fornecido pelo acusado e descobriu que pertencia a uma empresa com a qual ele não tinha nenhuma ligação. Desconfiados do golpe, os empresários procuraram a polícia e denunciaram o acusado.


Emanuel disse ainda que o golpe contra os empresário iria se consolidar quando o suposto evento fosse tido como fracassado e ele ficasse com o dinheiro arrecadado. Disse ainda que seis restaurantes já tinham fechado e que o alvo de 50 iria ser atingido, totalizando um golpe que chegaria a R$ 7,5 mil. Ele foi autuado em flagrante e deverá ser levado para um dos presídios da capital.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 771 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal