Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

23/02/2012 - Jornal Cruzeiro do Sul Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Estelionatário é pego usando mesmo golpe

Por: Marcelo Roma


O acusado de estelionato e que tem passagens pelo mesmo crime, José Vanderlei Borilho, 41 anos, foi pego ontem em Votorantim com mercadorias que teria comprado fazendo-se passar por representante de uma empresa atacadista. Em agosto do ano passado, ele tinha sido indiciado pelo mesmo tipo de golpe, em Sorocaba. Nas duas vezes não ficou preso.

Segundo o sargento José Carlos Bueno de Mota, da Polícia Militar de Votorantim, Borilho pagou um grupo de cinco homens para descarregar caixas de óleo de soja numa garagem da rua Nazira Maria de Jesus, Jardim Clarice.

A carga de 690 caixas (com 20 garrafas de 900 mililitros em cada uma) foi comprada a prazo de uma indústria de Itumbiara, em Goiás. Mais 12 caixas teriam sido vendidas pelo acusado e foram apreendidas num restaurante de Sorocaba. Outras 600 caixas ainda estavam na transportadora, em Vinhedo. Ele venderia o óleo para restaurantes e pequenos supermercados, ao preço de R$ 1,00 cada garrafa.

O delegado José Antônio Proença Martins de Melo explicou que Borilho fingia ser comprador de uma empresa atacadista. "Ele disse que fazia os pedidos pelo telefone, simplesmente informando os dados da empresa", conforme o delegado. Borilho não ia permanecer preso ontem porque não foi detido em flagrante.

O inquérito policial será instaurado pela polícia de Itumbiara e por enquanto Borilho deve responder em liberdade. O fabricante de óleo, vítima de estelionato, iria providenciar o transporte da mercadoria de volta a Goiás ou então vendê-lo na região de Sorocaba a fim de eliminar custos.

Os golpes aplicados por Borilho no ano passado somaram R$ 1,2 milhão. Equipe do 6º Distrito Policial, no Éden, apreendeu mais de 100 toneladas de arroz, leite e óleo de soja, que o acusado armazenava em galpões alugados ou nas próprias transportadoras. Borilho é velho conhecido da polícia e tem uma extensa ficha de antecedentes por estelionato.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 484 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal