Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

18/02/2012 - SwissInfo / Reuters Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Julgamento de maior escândalo bancário do Irã tem início

Por: Hashem Kalantari e Marcus George


TEERÃ, 18 Fev (Reuters) - Trinta e dois suspeitos de envolvimento numa fraude bancária multi-bilionária foram levadas a julgamento em Teerã, reportou a agência de notícias estatal iraniana. Os acusados supostamente têm conexões com o governo do presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad.

O caso de apropriação indevida consiste na acusação de uso de documentos forjados pelo empresário iraniano Amir Mansour Khosravi para assegurar empréstimos. O valor adquirido seria usado para comprar empresas controladas pelo Estado sob o esquema de privatizações do governo.

O empresário é acusado de conseguir cerca de 2,6 bilhões de dólares de vários bancos iranianos.

O presidente Ahmadinejad negou acusações de seus rivais de que Khosravi tinha conexões com o chefe de seu gabinete presidencial, Esfandiar Rahim Mashaie.

Os réus e seus advogados compareceram a um dos tribunais revolucionários de Teerã, que foi aberto à imprensa, neste sábado, reportou a IRNA.

A notícia não nomeou nenhum dos acusados, mas acredita-se que o grupo inclua Amir Mansour Khosravi e Mahmoud Reza Khavari, o antigo presidente do Bank Melli, que fugiu para o Canadá após a fraude ter sido descoberta no ano passado.

"As atividades da empresa de desenvolvimento são um exemplo de grupo organizado que minou a segurança econômica da sociedade", disse o procurador-geral de Teerã, Abbas Jafari Dolatabadi, citando trechos da acusação de 200 páginas.

As acusações mais sérias são de que o empresário foi "corrupto" ao atrapalhar a economia por meio de conluio, propagando fraude no sistema bancário, adquirindo riquezas por meios ilícitos, fraudes e utilizando documentos falsificados.

Caso os réus sejam declarados culpados, podem ser condenados à morte.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 278 vezes




Comentários


Autor e data do comentário: johny tadeu pereira dos santos - 20/02/2012 18:33

... enquanto isso no Brasil o processos de crimes do colárinho branco ficam empacados do STF., o sr. dantas e absolvido em são paulo, a rede globo ganhando rios de dinheiro com um programa que poderia ser muito bem classificado como PORNOGRAFICO, para ser exibido em rede nacional de tv. as vezes me pergunto, até quando ?



O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal