Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

15/02/2012 - Gazeta Web Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Grupo é acusado de usar cartões em golpes que somam R$ 116 mil

Por: Geysa Miranda

Suspeitos desviavam e usavam cartões em compras em lojas de Maceió.

Um grupo acusado de desviar e aplicar golpes com cartões de crédito foi detido, na tarde desta quarta-feira (15), na Via Expressa, em Maceió, após investigação da polícia. Com os acusados, foram encontrados diversos cartões de créditos que deveriam ter sido entregues por uma distribuidora, além de R$ 4,5 mil e aparelhos celulares.

Foram detidos Marconi Lira do Nascimento, de 28 anos; Romerito da Conceição Silva, de 24 anos; e Michele Souza Barros - mulher de Romerito. Conforme a polícia, o grupo desviou 150 cartões de crédito enviados para uma distribuidora de Maceió e utilizou os cartões em compras em diversos pontos comerciais da capital.

Os desvios, segundo a polícia, tinham início com Marconi do Nascimento - que trabalhava na distribuidora de cartões. Ele seria o responsável por entregar os cartões a Romerito e Michele, que faziam as compras. A polícia calcula que o grupo tenham aplicado R$ 116 mil em golpes.

As investigações sobre a suposta quadrilha tiveram início depois que clientes de operadoras de cartões de crédito denunciaram compras não realizadas nas faturas. As operadoras contactaram a distribuidora, que registrou um Boletim de Ocorrência na Central de Polícia e apontou o ex funcionário Marconi como suspeito.

Conforme a polícia, após a denúncia, Marconi foi localizado e decidiu colaborar com as investigações. Ele teria levado os policiais até Romerito e Michele, quando aconteceria uma suposta entrega de novos cartões. Os três foram detidos e levados para a Central de Polícia de Maceió, no Prado.

A Polícia Civil havia divulgado inicialmente que o prejuízo causado pelos acusados chegava ao montante de R$ 200 mil. No entanto, após ouvir os depoimentos dos suspeitos, foi divulgado um novo valor: R$ 116 mil.

O dono da distribuídora, Wandesner de Araújo Pontes, disse a equipe da Gazetaweb que a empresa é uma franquia e as distribuições dos cartões foram suspensas. "Eu sou franquiado a uma empresa do estado de São Paulo que nos enviam os cartões para a distribuição. Essa empresa já fez contato conosco e mandou suspender o serviço por tempo indeterminado. Diante dessa situação, pretendo procurar uma outra atividade, um outro ramo para trabahar", disse Wandesner.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 193 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal