Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

14/02/2012 - O Documento Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Seis funcionários da prefeitura de VG são demitidos por fraudes na folha salarial


O prefeito de Várzea Grande, Sebastião dos Reis Gonçalves, o "Tião da Zaeli" (PSD), oficializou nesta terça-feira a demissão a "bem do serviço público" de seis servidores que faziam parte do setor de elaboração da folha de pagamento do município. Os funcionários exonerados são o chefe do setor, Antônio Leite de Barros Neto; o auxiliar administrativo, Carlos Alberto Silva; os operadores de sistema, Rosemberg Almeida Barcelos e Valdemir Barbosa da Silva; e a oficial administrativo, Sara Joeli Monfort de Albuquerque Leão. Todos estes funcionários são de carreira e tinham estabilidade até a comprovação dos delitos.

Outro demitido é o servidor comissionado Kleiton Marcelo Ferreira de Arruda. Os atos de demissão foram publicado no Jornal Oficial dos Municípios que circula hoje e todos eles já estavam afastados das funções há cinco meses.

Uma sindicância interna, que teve início em setembro do ano passado por determinação do prefeito "Tião da Zaeli", identificou gravíssimas irregularidades na folha de pagamento como a existência de cerca de 500 "servidores fantasmas" e pagamento de vantagens indevidas para alguns funcionários num rombo que pode chegar a alguns milhões de reais. O trabalho de investigação da Comissão de Sindicância foi concluído somente no dia 08 de fevereiro.

No despacho com as demissões, o prefeito argumenta que os profissionadis demitidos cometeram uma série de crimes como por exemplo "aplicação irregular de dinheiro público, lesão aos cofres públicos e dilapidação do patrimônio municipal". Agora, os autos das sindicâncias serão encaminhados a promotoria de Patrimônio Público de Várzea Grande e todos responderão ações por improbidade administrativa, enriquecimento ilícito, formação de quadrilha e outros.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 201 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal