Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


AFD SUMMIT

A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

10/02/2012 - Alagoas 24 horas Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Alagoanos de classe média são presos aplicando golpes em Aracaju

Por: Flávia Duarte


Três jovens alagoanos foram presos aplicando golpes na cidade sergipana de Aracaju. Visados em Alagoas, eles teriam partido para o estado vizinho para aplicar o conhecido golpe das ‘correspondências de portarias’ em condomínios de classe média alta.

Felipe dos Anjos Pontes, 28 anos, Rodrigo Barbosa de Oliveira Mendes, 26, e Mauro César Oliveira, 25, foram presos nesta quarta-feira, dia 8. Eles foram capturados quando tentavam ‘pegar’ correspondências na portaria de um condomínio onde reside um cabo da PM, no Conjunto Augusto Franco, na zona sul da capital sergipana.

O delegado André Baronto explicou que os acusados se passavam por moradores do condomínio para ter acesso às correspondências dos moradores. “Eles chegavam na portaria de condomínios grandes, pediam ao porteiro correspondências de um nome qualquer. O porteiro não encontrava, então eles pegavam a correspondência e olhavam uma por uma e iam retirando todas aquelas que tivessem cartões de créditos, correspondências de bancos. A partir daí, na correspondência existia a senha de desbloqueio, desbloqueavam o cartão e passavam a utilizar estes cartões”, explicou o delegado.

Os jovens são de classe média e, segundo a polícia, dois deles residem no bairro do Feitosa. Felipe é filho de fazendeiros, Rodrigo é autônomo e Mauro é empresário.

Ainda segundo a polícia, os três alagoanos confessaram que aplicavam este mesmo golpe em Alagoas. Eles teriam partido para Sergipe porque estariam sendo ‘visados’. Com eles, a polícia apreendeu mais de 30 cartões de créditos, carteiras porta-cédulas, talões de cheques, celulares e faturas bancárias com as senhas dos clientes.

A polícia de Sergipe acredita que o golpe tenha sido aplicado em pelo menos seis condomínios da capital do estado, mas não tem a dimensão dos prejuízos financeiros causados às vítimas.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 155 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal