Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

11/02/2012 - Surgiu Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Empresário acusa Marcão do Povo por falsificar recibos eleitorais. Ele nega as acusações

Marcão diz que “está sendo acusado injustamente” devido o ano ser eleitoral.

O advogado da empresa N.F. Trevisan – MR, Thiago Lopes Benfica, protocolou no Cartório Eleitoral de Gurupi, noticia crime com possível fraude de recibos envolvendo o vereador e seu cunhado Elivaldo Barbosa Moreno Júnior. Marcão diz que “está sendo acusado injustamente” devido o ano ser eleitoral.

A noticia crime contra o vereador Marcos Paulo Ribeiro Moraes, conhecido em Gurupi como "Marcão do Povo", foi protocolado no Cartório Eleitoral de Gurupi. Nela o advogado Thiago Lopes Benfica, que representa a empresa N.F. Trevisan - MR, acusa Marcão e o seu cunhado, Elivaldo Barbosa Moreno Júnior, de possível fraude de recibos com assinaturas falsificadas de doadores que seriam fantasmas. Os recibos estão em nomo do Partido da República (PR) e refere-se a doação de campanha, quando Marcão foi candidato a deputado, no valor de R$ 35 mil. O advogado nega que a doação tenha acontecido e diz que o seu cliente só ficou sabendo da doação quando foi notificado pela Procuradoria Regional Eleitoral do Tocantins por suposta doação ilícita para campanha eleitoral com valores não permitido por lei.

Em nota o vereador, Marcão do Povo, diz que estranhou a notícia, devido já ter passado dois anos. “... só agora, em ano eleitoral, apareceram essas denuncias envolvendo mais uma vez o nome do Vereador Marcão do Povo”. Defendeu a assessoria do vereador por meio de nota.

O vereador se defende afirmando que “mais uma vez ele está sendo acusado injustamente por pessoas que não tem compromisso com a nossa cidade”, sendo que todas as suas contas foram aprovadas pelo Tribunal Eleitoral do Tocantins, no ano de 2011, e que ele, até agora, não foi notificado. “Estão tentando confundir a população e gerar conflitos neste ano tão importante, por ser tratar de ano eleitoral”. Diz o vereador.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 201 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal