Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

06/02/2012 - Reuters Brasil Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Obama assina novas sanções contra Irã por "fraudes" de bancos

Por: Laura MacInnis


WASHINGTON, 6 Fev (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ampliou as sanções contra o Irã nesta segunda-feira, impondo restrições mais rígidas sobre o banco central do país e dando aos bancos norte-americanos novos poderes para congelar bens ligados ao governo de Teerã.
A ação de Obama é a mais recente de uma campanha cada vez mais forte dos EUA contra o Banco Central do Irã, e tem como objetivo fechar brechas nas sanções anteriores que estavam sendo aproveitadas pelo Irã.

O presidente norte-americano está tentando restringir ainda mais o acesso do Irã às receitas provenientes da venda de petróleo, com o intuito de forçar Teerã a voltar à mesa de negociações sobre seu polêmico programa nuclear.

O Ocidente desconfia que o Irã tenta construir uma arma nuclear, mas Teerã garante que seu programa é apenas para a geração de energia.

"Eu determinei que sanções adicionais são justificadas, particularmente à luz das práticas enganosas do Banco Central do Irã e outros bancos iranianos para esconder transações de partes sob sanção", disse Obama em uma carta para o Congresso.

Obama disse que os novos poderes - válidos inclusive para agências de bancos norte-americanos no exterior - eram necessários por causa das "deficiências no sistema anti-lavagem de dinheiro do Irã", assim como "o contínuo e inaceitável risco para o sistema financeiro internacional imposto pelas atividades do Irã".

Anteriormente, os banqueiros norte-americanos foram requisitados para rejeitar, em vez de bloquear ou congelar, transações iranianas. A nova ordem executiva dá às instituições norte-americanas novos poderes para apreender os bens que encontrarem, ao invés de apenas os devolverem.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 120 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal