Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

06/02/2012 - Record Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Fraude cresce com a crise

Portugal muito vulnerável ao fenómeno.

As políticas de austeridade e consequente degradação da classe média e agravamento das desigualdades sociais vão fazer aumentar as fraudes e a economia paralela. É esta a convicção do presidente do Observatório de Economia e Gestão de Fraude, Carlos Pimenta. Para o especialista, Portugal é um país de “elevada vulnerabilidade” à fraude a nível europeu, principalmente devido à “legislação pouco inteligível e mau funcionamento do sistema de justiça”, aliado à desfavorável posição geográfica e às grandes desigualdades económicas e sociais.

Carlos Pimenta não tem dúvidas que “a falta de confiança entre os cidadãos e o Estado e a promiscuidade entre cargos empresariais e públicos de uma reduzida elite política” está a estimular a fraude fiscal. Além disso, a situação que o país atravessa deverá ainda “aumentar a economia ilegal e a criminalidade em geral”.

Ricos protegidos.

O maior responsável do Observatório de Economia e Gestão de Fraude sustenta ainda que “grande parte das fraudes são cometidas por pessoas de elevado estatuto social” e que por isso mesmo têm maiores possibilidades de serem bem tratadas do que quem comete “um crime de rua”.

Esta realidade é, na ótica de Carlos Pimenta, “uma consequência de se viver numa sociedade dirigida e organizada pelos ricos e para os ricos”, acusa.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 168 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal