Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

03/02/2012 - O São Gonçalo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Professora de São Gonçalo leva golpe de falso pai de santo


Uma professora, de 38 anos, moradora do Zé Garoto, em São Gonçalo, viveu cinco dias de inferno ao depositar a sua fé no falso pai de santo Anderson da Silva Oliveira, de 33 anos, que lhe rendeu um prejuízo de R$ 75 mil.

Alegando incorporar uma ‘entidade’, o estelionatário obrigou a professora a fazer sexo com ele, além exigir joias, hospedagens em hotéis e jantares em restaurantes de luxo para realizar o ‘trabalho espiritual’.

A farsa foi descoberta, na última quinta-feira, quando sob ameça, a professora foi abrigada por Anderson a sacar R$ 31 mil num banco, em Búzios, na Região dos Lagos, onde ele acabou preso em flagrante, quando contava o dinheiro. Um bilhete escrito à mão pela vítima levou a polícia a prender o criminoso.

Internet - De acordo com a polícia, a professora usou um site de relacionamento para marcar o encontro com o falso pai de santo num shopping center, no centro de Niterói. “Ela é uma pessoa culta, mas aceitou o encontro por estar interessada nos trabalhos espirituais prometidos pelo acusado. Ela foi aliciada pelo estelionatário a fazer compras e contrair empréstimo de R$ 60 mil em troca dos favores da ‘falsa entidade’”, disse o delegado da 127ª DP (Búzios), Mário Lambret.

Ameaças - Após o primeiro encontro, a professora ficou hospedada com o estelionatário em hotéis da Barra da Tijuca, Cabo Frio e Búzios, quando foi obrigada fazer sexo com ele e a cumprir a todas exigências da ‘entidade espiritual’.

Conforme relato da vítima, Anderson costumava colocar facas sob a cama para intimidá-la. “Durante as viagens, ele passou a ameaçá-la. Dizia que mataria ela e sua família, caso seus pedidos não fossem cumpridos. Num dos restaurantes, ela chegou a gastar cerca de R$500”, disse o delegado.

Autuação - De acordo com a polícia, o acusado já respondia em liberdade por estelionato. Com ele foi apreendido um anel de ouro comprado pela professora. No carro dela foram encontrados TV LCD de 32 polegadas, aparelho de som e roupas que seriam doadas a um centro espírita que não existe.

Na delegacia, Anderson alegou ser casado, ter dois filhos e negou ser pai de santo. Ele foi autuado por extorsão por restrição de liberdade e estupro. Caso condenado pegará de 10 a 12 anos de cadeia.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 262 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal