Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

25/01/2012 - Surgiu Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Empresário do ramo de supermecado era foragido e foi preso

Após a prisão do empresário, a assessoria da Polícia Federal convocou uma coletiva à imprensa.

Por volta das 17 horas da tarde desta quarta-feira, 25, agentes da Polícia Federal prendeu em flagrante na cidade de Araguaína um homem foragido da justiça do estado de Pernambuco. A polícia chegou ao acusado após a tentativa do mesmo de registrar três armas de fogo na Delegacia da Polícia Federal, com o uso de documentos falsos.

De acordo com fontes o acusado é conhecido como, Francisco Torres, um empresário no ramo alimentício, dono do Supermercado Vitória localizado na Rua 18 do setor Vila Norte. Segundo a polícia, o empresário apresentava documentos falsos, além disso, foi averiguado que contra Torres havia um mandado de prisão em aberto, por homicídio, expedido pela Justiça de Pernambuco. Através de nota à imprensa, a polícia informou também que Torres já tinha respondido a quatro processos criminais no sertão de Pernambuco, pelos crimes de homicídio, roubo e formação de quadrilha.

O empresário foi encaminhado para a sede da Polícia Federal em Araguaína e em depoimento, confessou ter fugido de Pernambuco no final do ano de 1993. Desde então, o acusado estaria morando em Araguaína e teria usado os documentos de um primo falecido para expedir seus documentos de identificação falsificados. Francisco Torres permanecerá preso por conta do mandado judicial e responderá pelos crimes de falsidade ideológica e uso de documento falso.

Ainda segundo fontes da imprensa, no final do ano passado, o empresário teria reagido a um assalto em sua residência onde um dos dois elementos morreu atingido por uma bala de fogo disparada por Francisco Torres. Na época, Francisco se apresentou espontaneamente na delegacia e alegou legítima defesa.

Após a prisão do empresário, a assessoria da Polícia Federal convocou uma coletiva à imprensa marcada para as 11 horas de quinta-feira, 26, para dar mais esclarecimentos sobre o caso.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 135 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal