Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

01/02/2012 - Midiamax Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Pastora acusada de estelionato deve R$ 26 mil de aluguel em igreja que está fechada

Por: Graziela Rezende


Com uma dívida de R$ 26 mil de aluguel e após receber uma ação de despejo da imobiliária, a Igreja Pentecostal Unidos Pela Fé, fundada em 2002, pela pastora Julieta de Souza, 51 anos, está fechada. Dias antes, a polícia já investigava o crime de estelionato que ela teria aplicado contra uma idosa de 80 anos.

Na ocasião a polícia descobriu que, em pouco tempo, ela saiu de uma edícula alugada no bairro Jardim Imperial para uma residência no valor de R$ 535 mil, na Vila Célia, bairro nobre de Campo Grande.

“Após o caso dela vir à tona, apareceram alguns frequentadores da igreja e falaram sobre o seu comportamento. Um deles, inclusive, disse que estaria com problemas familiares e que ela prometeu que iria resolver, mas na verdade era uma pessoa muito ambiciosa e só queria cobrar o dízimo”, explicou o delegado Miguel Said, responsável pelo caso.

Para a imobiliária, segundo o delegado, a pastora devia o aluguel de todo o ano de 2011. “O valor anual é de R$ 36 mil e ela prometeu pagar em 12 vezes. No final do ano, ela pagou R$ 10 mil a imobiliária e disse que daria o restante em 15 dias, mas não o fez, por isso a ação de despejo”, afirma Said.

Moradores próximo a igreja, com sede na Rua Desembargador Eurindo Neves, bairro Coronel Antonino, disseram ficar assustados ao saber sobre o crime de estelionato envolvendo a pastora. “Moro a 15 anos aqui do lado e não tinha contato com ela, só a cumprimentava sempre. Ainda bem que sou da igreja católica e não dava o meu dinheiro para esta mulher sem caráter”, disse o vizinho.

A polícia irá concluir o inquérito policial esta semana. “Ela já foi indiciada pelos crimes de estelionato, crime contra o idoso, de acordo com o Estatuto do Idoso, Lei 10.741/2003. O inquérito estará finalizado amanhã ou até o final desta semana”, diz o delegado Said. Graziela Rezende

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 208 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal