Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

31/01/2012 - Agência Financeira Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Multibanco alerta: isto é falso

SIBS desmente e-mails recorrentes sobre a técnica do PIN invertido.

É uma informação que circula de e-mail em e-mail há anos. Volta e meia, reaparece e poucos devem ser os que circulam pela Internet e nunca tropeçaram nela. Já ouviu falar da técnica do PIN invertido? Pois bem: é falsa, garante a Sociedade Interbancária de Serviços (SIBS), que gere a rede Multibanco em Portugal.

As mensagens que circulam pela Internet dizem que quem for assaltado e obrigado pelos ladrões a levantar dinheiro no Multibanco, pode digitar o código de segurança ao contrário (do fim para o princípio), e que isso dá o alerta às autoridades de que o proprietário do cartão está a ser assaltado.

A SIBS garante que não. «Na sequência da circulação de mensagens electrónicas via e-mail que referem a utilização invertida do código secreto dos cartões (PIN) como mecanismo de alerta das forças policiais em caso de assalto, a SIBS informa, que as informações são falsas», pode ler-se no comunicado.

A sociedade garante que «a referida técnica, de introdução do PIN invertido, não funciona na rede de Caixas Automáticos Multibanco» e acrescenta não ter conhecimento da «implementação desta técnica em qualquer país europeu ou de qualquer outro continente».

No comunicado, a gestora da rede Multibanco aproveita para relembrar as boas regras de gestão do código secreto do cartão na rede Multibanco: o código secreto é pessoal e intransmissível e deverá ser memorizado. Nunca, em circunstância alguma, divulgue o código secreto (Código Pessoal ou PIN). Assim que receber o código secreto memorize-o e destrua o envelope de informação do mesmo; caso pretenda guardá-lo, não o deixe em lugar visível e/ou facilmente acessível.

Não deve igualmente escrever o Código secreto no próprio cartão, nem em qualquer outro documento que tenha junto do cartão. Se pretender alterar o código pessoal, não utilize conjugações de 4 dígitos de fácil apropriação (por exemplo, o ano de nascimento ou o dia e mês de aniversário).

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 265 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal