Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

16/01/2012 - Notícias de Aveiro Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Casal emigrante burlou bancos e cidadãos para obter créditos


Um casal emigrante na Suiça foi detido pela Polícia Judiciária (PJ) do Porto por burlas e falsificação de documentos para conseguir empréstimos quando estava em Portugal.

O homem e a mulher, servente da construção civil e empregada fabril, residentes em Cucujães, Oliveira de Azeméis, apropriaram-se de documentos pessoais de terceiros que usaram para contrair créditos.

Há registo da utilização fraudulenta de um bilhete de identidade a que os autores da burla alteraram a fotografia.

Os suspeitos, de 30 e 31 anos, sem antecedentes criminais, são presentes hoje a interrogatório judicial no tribunal de S. João da Madeira para aplicação de medidas de coação.

Instituições de crédito e cidadãos foram lesados pelo casal.

A PJ apreendeu uma viatura adquirida com recurso ao esquema.

A investigação, ainda em curso, envolve fatos praticados na área dos concelhos de São João da Madeira e Santa Maria da Feira, Norte do distrito de Aveiro.

Os suspeitos, de 30 e 31 anos, servente da construção civil e empregada fabril, não tinham antecedentes criminais conhecidos das autoridades.

De acordo com a PJ, os detidos criaram nas instituições lesadas "a convicção da titularidade dos documentos apresentados, de molde a serem concedidos créditos que posteriormente eram utilizados na compra de diversos objetos de elevado valor pecuniário".

O casal está indiciado por crimes de burla qualificada e de falsificação de documentos na forma consumada.

Os suspeitos foram presentes a primeiro interrogatório judicial para aplicação de medidas de coação, ficando a aguardar julgamento em liberdade mediante pagamento de caução em valor não apurado.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 126 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal