Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

23/01/2012 - Tô Sabendo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Segurança Pública >> PC prende quatro por crimes cibernéticos


Quatro pessoas foram presas na a Operação Clone.net do Grupo Antissequestro da Polícia Civil realizada na última sexta-feira, dia 20. Hoje foi apresentado o grupo que integraria uma quadrilha de hackers (que cometiam crimes pela internet). O principal foco eram as operadoras de cartão de crédito. Segundo estimativa da PC, o golpe gerou R$ 1 milhão em prejuízos. Foram quase três meses de investigação.

Segundo as investigações, os criminosos conseguiram contato com “hackers” russos, que por sua vez tinham acesso cibernético aos dados que compõem as trilhas dos cartões de crédito. Esses dados eram repassados à quadrilha, que utilizava os equipamentos apreendidos para a confecção de cartões clonados, que sempre eram confeccionados em nome das pessoas que os utilizariam, o que dificultava a identificação da fraude e a prisão dos criminosos.

Depois de identificar os locais utilizados pela quadrilha para guardar o material utilizado nas fraudes, a Polícia Civil representou pela expedição de mandados de busca e apreensão para os endereços dos investigados. De posse dos mandados aguardou o cometimento de novos crimes, o que ocorreu no início da manhã da última sexta-feira. Em comemoração ao sucesso dos crimes, a quadrilha pagou uma conta, que ultrapassa a quantia de R$2 mil, em uma casa noturna na capital, o que serviu de estopim para a deflagração da Operação.

Dos cinco criminosos apontados pela Polícia como articuladores do golpe, quatro foram presos em flagrante, enquanto um conseguiu fugir, momentos antes da chegada dos policiais. Nos endereços dos suspeitos, além de farta quantidade de cartões de créditos clonados, os policiais apreenderam equipamentos aptos a clonar os cartões magnéticos, tanto os dados quanto seus logotipos e detalhes de impressão.

Na casa dos investigados, Leandro Baltazar Caparoza, 24, e Arnaldo Baltazar de Souza Neto, 26, foram apreendidos cartões clonados, equipamentos para clonar cartões magnéticos e ainda 72 comprimidos de Ecstasy. Leandro e Arnaldo foram indiciados pelos crimes de formação de quadrilha, furto qualificado mediante fraude e tráfico de drogas. Os demais suspeitos, Wheber Alves de Oliveira, 26, Diego Hassan da Rocha Mendes, 20, e Pamella Kariny Rodrigues de Oliveira, 22, foram indiciados pelos crimes de formação de quadrilha e furto qualificado. Caso condenados, os indiciados podem pegar penas que variam de doze a vinte e sete anos de reclusão. Arnaldo ainda está foragido.

Outras informações: (62) 3201-1152

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 159 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal