Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

25/01/2012 - EPTV.com Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia inocenta chefe da Emdhap e crê que golpista se fez passar por ele

Por: Camila Ancona e Lana Torres

Walter Godoy dos Santos é investigado sobre venda de senhas para casas populares. Por erro da polícia, caso é investigado por 2 DPs.

A Polícia Civil descartou a participação de Walter Godoy dos Santos, presidente da Empresa Municipal de Desenvolvimento Habitacional de Piracicaba (Emdhap), em uma fraude que convocou 130 pessoas para burlar a fila do sorteio das chaves das moradias populares da autarquia. A denúncia de que Santos seria o mandante do esquema ocorreu em dezembro do ano passado, quando 50 pessoas compareceram ao Ginásio Waldemar Blatkauskas para o suposto sorteio.

A informação foi anunciada nesta quarta-feira (25). O caso é investigado paralelamente em dois distritos policiais por um erro de comunicação da Polícia Civil. A delegada do 4º Distrito Policial, Eliana Rodrigues Carmona, informou que fez uma acareação entre a jovem de 16 anos que o acusou de tê-la contratado para vender as senhas do falso sorteio, e o próprio Godoy. "Ela disse que aquele não era o homem que tinha negociado com ela. A nossa suspeita é de que outra pessoa tenha usado o nome do Godoy. Mas ainda não identificamos esta pessoa", disse.

Em outubro de 2011, o golpe foi anunciado pela própria Emdhap, com nota divulgada no site da Prefeitura de Piracicaba, alertando a população da existência de uma adolescente, de nome Raquel, que seria a intermediária do esquema. O próprio Godoy enfatizou ao EP Piracicaba, naquela data, que a autarquia não tinha qualquer envolvimento com a fraude e que já havia avisado a polícia. A denúncia feita contra ele na delegacia foi realizada pela jovem no mesmo dia em que as vítimas apareceram no ginásio localizado no bairro Alto.

Emdhap

Santos negou qualquer participação no esquema e, em sua defesa, também mencionou a acareação no 4º DP, quando a adolescente negou que ele seria o Godoy a que ela se referia. "Ela (Raquel) descreveu o Godoy que ela conversava como baixinho, gordinho e com voz grossa, ou seja, totalmente diferente", afirmou. O diretor-presidente da Emdhap contou ainda que ficou chateado com a acusação e repercussão do caso no EP Piracicaba. "Eu tenho uma reputação a zelar e não tenho qualquer relação com isso."

O diretor da autarquia afirmou ainda que está colaborando com a polícia e que quer encontrar quem é a pessoa que está usando o seu nome. "Isso é um absurdo", concluiu.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 192 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal