Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

26/01/2012 - Bem Paraná Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Empresária e taxistas são indiciados por fraude

Investigações apontam uso de equipamentos que elevavam em 30% valor da corrida em 197 táxis.

A dona da empresa B&P, fabricante dos taxímetros do modelo TKS 56, foi indiciada ontem por crime de estelionato, mas responderá em liberdade A informação é do delegado titular da Delegacia do Consumidor, Jairo Estorílio, que investiga o caso de taxímetros irregulares que aumentariam em 30% o valor da corrida. O nome da empresária, que prestou depoimento ontem, não foi revelado. Segundo Estorílio, ela afirmou que houve a tentativa de fazer a homologação do equipamento pelo InMetro, sem sucesso.

O equipamento estaria sendo usado em 197 carros da frota de Curitiba. Ontem dois táxis suspeitos foram apreendidos para a verificação das irregularidades, mas em apenas um houve a constatação da fraude contra o consumidor. Os proprietários dos táxis apreendidos também foram indiciados por estelionato e responderão em liberdade. Os táxis foram encaminhados ao Ipem para uma perícia.

O sistema está sendo investigado por policiais da Delegacia de Crimes Contra a Economia e Proteção ao Consumidor (Delcon), por agentes da empresa responsável pela Urbanização de Curitiba (Urbs) e fiscais do Instituto de Pesos e Medidas (Ipem).

O delegado da Delcon, Jairo Estorilio, afirmou que aumentar o valor da corrida em 30% é permitido somente quando o táxi faz um percurso que o leve até outro município, como por exemplo o aeroporto de Curitiba, que fica em São José dos Pinhais, mas isso só pode ser feito manualmente.

Carta — O Ipem enviará uma notificação por correio para que os proprietários que têm esses taxímetros se apresentarem juntamente com os veículos. Os taxistas que não se apresentarem poderão ser indiciados por estelionato. O prazo para que os donos dos táxis façam a troca é de cinco dias uteis.

O Ministério Público afirmou que deverá tomar as medidas necessárias em âmbito civil, uma vez que a parte criminal já corre pela Delegacia do Consumidor.

Câmara — A Comissão Especial dos Táxis da Câmara Municipal de Curitiba, presidida pelo vereador Jair Cézar (PSDB), se reuniu, na tarde de ontem, para começar a analisar e comparar o projeto de lei proposto pelo Executivo para regulamentar o serviço e a proposta elaborada pela comissão. “”Há muito o que se avançar no que diz respeito ao aprimoramento das normas, para que contemplem todas as questões pertinentes ao serviço de táxi na capital”, diz o parlamentar.

Durante o encontro, no qual estiveram presentes os vereadores Pedro Paulo (PT), Algaci Tulio (PMDB), Serginho do Posto (PSDB) e Juliano Borghetti (PP), integrantes da comissão, representantes dos taxistas também foram recebidos, apresentaram queixas e fizeram indagações. A denúncia de que pode haver fraude por meio dos taxímetros de alguns táxis, para que as corridas fiquem 30% mais caras, também foi um dos temas do encontro. “Tudo que diz respeito aos serviços prestados à população de Curitiba deve ser acompanhado pela Câmara. A Urbs já está investigando e a comissão está atenta”, informou Jair Cézar.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 166 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal