Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

18/01/2012 - Veja Online / AFP Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Justiça americana acusa sete por uso de informação privilegiada

Os envolvidos são acusados de obter mais de 61,8 milhões de dólares em uma fraude a partir da compra e venda de uma única ação.

Sete pessoas foram acusadas pela Justiça americana, nesta quarta-feira, de uso ilegal de informação privilegiada em Wall Street. Os envolvidos são acusados de participação em uma fraude que lhes permitiu obter mais de 61,8 milhões de dólares de ganhos ilegais a partir da compra e venda de uma única ação, segundo a promotoria federal dos Estados Unidos.

Entre os envolvidos estão quatro analistas financeiros, o dono de um fundo de investimentos e dois encarregados de carteiras de investimentos de fundos de derivativos. Eles trabalhavam em companhias sediadas em Nova York, Boston, Connecticut (nordeste dos EUA) e Califórnia (oeste) e teriam se aproveitado de informações confidenciais sobre a gigante americana da informática Dell entre 2008 e 2009.

O caso é investigado pelo FBI (polícia federal americana) há meses. O promotor federal Preet Bharara qualificou a situação como problema "endêmico" de Wall Street. A ata de denúncia é baseada em informações fornecidas por três dos acusados que admitiram culpa para obter redução da pena. À policia eles descreveram várias trocas de e-mails e ligações telefônicas.

Um deles, Sandeep Goyal, havia trabalhado para a Dell antes de se empregar em um fundo de investimentos de Nova York, onde continuou recebendo informações privilegiadas de uma fonte interna da companhia de computadores, que lhe permitiu comprar e vender ações, antecipando-se aos fatos. Anthony Chiasson, co-fundador da empresa Level Global Investors foi um dos quatro detidos pelo FBI durante a operação nesta quarta-feira.

Fraudes são investigadas – Dezenas de pessoas foram detidas nos últimos anos por uso ilegal de informação privilegiada.O mais conhecido é Raj Rajaratnam, dono e fundador do fundo de investimentos Galleon, condenado em outubro passado a onze anos de prisão, a pena mais dura imposta nos Estados Unidos a alguém por este tipo de crime.

Seu amigo, Rajat Gupta, ex-administrador do banco de negócios Goldman Sachs e ex-diretor-geral da empresa McKinsey, foi acusado do mesmo crime em outubro passado e deve ser julgado este ano.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 269 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal