Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

14/01/2012 - Diário do Nordeste Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Fraude milionária atinge Pacajus

Por: Fernando Ribeiro

Após o afastamento e prisão do prefeito, as autoridades chegaram à descoberta de mais desvios de dinheiro.

O desvio de verbas públicas na Prefeitura de Pacajus (a 49Km de Fortaleza) pode superar a casa de R$ 20 milhões. Esta é a estimativa das autoridades que investigam o caso e dos vereadores da Câmara Municipal daquele Município da Região Metropolitana de Fortaleza.

Informações colhidas com exclusividade pelo Diário do Nordeste dão conta de que, após o afastamento do cargo do prefeito Pedro José Philomeno Gomes Figueiredo, novos ´rombos´ foram descobertos pela Câmara nos cofres municipais. Um deles, diz respeito à apropriação indébita de aproximadamente R$ 1,1 milhão do fundo de aposentadoria dos servidores municipais, o Fapem.

Outro desvio chega a ordem de R$ 4,4 milhões de verbas públicas federais destinadas ao Município através do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e Valorização do Magistério (Fundeb). Para completar, outros recursos no valor de R$ 9,9 milhões se referem a ´restos a pagar´, relativo à despesas feitas pela Prefeitura e cuja dívida não foi quitada com fornecedores e prestadores de serviços diversos.

Preso novamente

O prefeito afastado foi preso numa operação da Polícia Civil e da Procuradoria Geral da Justiça (PGJ) em dezembro do ano passado. Depois de passar cerca de três semanas recolhido na Delegacia de Capturas e Polinter (Decap), o prefeito foi solto por ordem do Tribunal de Justiça do Estado. Mas, no começo da semana, o relator do processo que apura as fraudes, desembargador Darival Beserra Primo, decretou novamente a custódia do ex-gestor, considerando que a prisão é imprescindível para que a investigação tenha continuidade sem o risco de ameaças às testemunhas, desaparecimento de provas e fuga do político.

O prefeito de Pacajus é alvo de uma investigação do MP, através da sua Procuradoria de Combate aos Crimes Contra a Administração Pública (Procap).

Outro que permanece preso preventivamente, desde o ano passado, é o prefeito afastado de Senador Pompeu, Antônio Teixeira de Oliveira, acusado de comandar um esquema criminoso de desvio de verbas públicas.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 169 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal