Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

11/01/2012 - O Diário de Mogi Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpe deixa mogianos em alerta

Por: Alexandre Barreira


Consumidores e proprietários de postos de combustíveis aprovaram a reportagem veiculada no programa "Fantástico", pela TV Diário, no último domingo, sobre os dispositivos eletrônicos instalados nas bombas para fazer com que o volume de combustível abastecido seja menor do que o divulgado nos equipamentos.

A fraude e o principal autor dela foram revelados e, de acordo com os entrevistados por O Diário, a notícia serve de alerta para que os consumidores tenham mais cuidado ao abastecer o veículo, mantendo a fidelidade em postos de combustíveis de confiança, por exemplo. Para os donos dos estabelecimentos, a matéria separa os bons dos maus empresários do setor. (Leia mais nesta página)

"Sinceramente, a reportagem me deixou extremamente indignado com esta situação. Não sei se ao abastecer aqui a quantidade vai ser a que realmente pedi. Para evitar problemas, é preciso sempre abastecer em locais de confiança", afirmou o comerciante Álvaro José Granado, de 65 anos.

O mesmo procedimento é defendido pelo ajudante de produção Ângelo Alexandre da Silva, de 39 anos. "Sempre ficamos com um pé atrás sobre isso. Aliás, acho que sempre existiu algum tipo de falcatrua, mas agora ficou bem explicado", afirmou. "O ideal é manter a fidelidade a determinados postos de combustíveis e torcer para que os responsáveis por estas fraudes sejam penalizados", completou.

O técnico em informática Cristiano Maximino, de 31 anos, destacou que jamais teve problemas ao abastecer o veículo ou verificou qualquer tipo de fraude e aprovou a reportagem veiculada pelo ‘Fantástico’. "É um alerta importante. Mas agora precisamos saber para quem reclamar em caso de nos sentirmos lesados pelos postos de combustíveis. E como será feita a fiscalização?", indagou.

O motoboy Milton Cruz, de 48 anos, frisou que a confiança em postos de combustíveis caiu ainda mais. "Infelizmente, já tínhamos a preocupação com a qualidade da gasolina que colocavam no veículo. Agora temos de ficar de olho também na bomba para saber se está entrando a quantidade pedida. A reportagem foi esclarecedora, agora precisamos saber as punições aos infratores", disse.

De acordo com a matéria veiculada na televisão, vários postos de combustíveis de três capitais do País - São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba - continham aparatos eletrônicos que reduzia a quantidade de combustível colocada nos veículos. O homem acusado de instalar os sistemas nos equipamentos, Cléber Salazar, teve a prisão preventiva decretada e se entregou à Polícia na noite de ontem.

Procon

O coordenador do Procon de Mogi, Isidoro Dori Boucault Netto, explicou que no caso específico mostrado pelo ‘Fantástico’, não há muito o que o consumidor fazer pelo fato de a diferença de quantidade de combustível ser muito pequena, mas em relação à qualidade, há meios para se precaver. "É preciso criar uma fidelidade com um determinado posto de combustível, de confiança, para evitar este tipo de problema, de ser lesado por esta questão. Nos casos de suspeita da qualidade, é necessário que o consumidor peça a nota fiscal discriminada com quantidade e o tipo de combustível. Se der algum problema mecânico no carro, há meios de se acionar o posto de combustível nas esferas dos Direitos do Consumidor, Cível e Criminal", explicou.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 190 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal