Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

20/09/2007 - pe360graus Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia faz alerta sobre perigos de golpes e dá orientação às vítimas


A polícia faz um alerta para a população: os golpes estão se multiplicando. De janeiro até agosto deste ano, a Delegacia de Repressão do Estelionato, no Recife, já registrou 115 casos de golpes aplicados em aposentados e pensionistas do INSS. Quem acredita nos bandidos acaba ficando com o prejuízo.

No caso dos pensionistas do INSS, os golpistas conseguem dados dos assegurados e adquirem empréstimos. O valor é descontado mensalmente no contra-cheque das vítimas. De acordo com o delegado Erivaldo Guerra, a polícia tem dificuldades para investigar os casos devido ao sigilo bancário. “Nós solicitamos a quebra desse sigilo à Justiça, há três meses, mas até agora não foi concedida”.

O INSS orienta os assegurados a evitarem ceder aos apelos daqueles que pedem os dados pessoais, como CPF, endereço ou, principalmente, o número de cadastro no INSS. “Quem foi vítima do golpe deve levar à delegacia uma cópia do empréstimo, pois os bancos não oferecem o documento original, para que a polícia possa efetuar a perícia grafoscópica da assinatura do respectivo aposentado”, explica Erivaldo Guerra.

O delegado explica também o golpe do bilhete premiado, em que as vítimas mais freqüentes são senhoras. “A pessoa é abordada por uma pessoa dizendo ser semi-analfabeta e pedindo ajuda. Outro golpista chega e finge querer ajudar. O suposto ganhador diz que vai confiar e pede uma vantagem como garantia. Por exemplo: ‘você me dá R$ 40 mil e eu devolvo R$ 100 mil, quando receber’“, explica.

De dentro dos presídios vêm os falsos seqüestros. “Os criminosos ficam buscando informações sobre as vítimas com parentes, que fornecem os dados sem perceber”. Ele explica que as investigações sobre esse tipo de golpe acontecem nos estados do Rio de Janeiro e Ceará, pois são de lá que surgem as ligações. “Deve-se ignorar essas ligações!”, orienta o delegado. “Outro golpe é o do falso emprego. Determinadas agências exigem o pagamento de R$ 10 por cada emprego que é dirigido à vítima e quando elas chegam na empresa, não há nenhuma vaga e nenhum vínculo com a agência”, explica.

O delegado orienta que as pessoas que forem vítimas de golpes como esses devem procurar a Delegacia de Repressão ao Estelionato, que fica na rua Montevidéu, 123, no bairro da Boa Vista, ou ligar para o telefone (81) 3303 5438. Já os assegurados do INSS que suspeitarem ser vítimas de golpes, podem ligar também para o número 135.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 327 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal