Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

06/01/2012 - Jornal.US Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Mais de 60.000 infectados no Facebook por querer saber quem visitou seu perfil

Por: João Vianna

Aplicações maliciosas poluem o Facebook.

É todo um clássico das aplicações falsas nas redes sociais o tipo de convite "clique aqui ou instale isso e poderá saber quem visitou seu perfil". Isto deveria ser matéria superada para os usuários do Facebook, que já deveriam saber que não é possível, mas seguem clicando uma vez e outra, muitas outras.

Aliás, a última aplicação descoberta pela empresa de segurança Sophos deste tipo já infectou mais de 60.000 usuários, e é só uma das que pululam pela rede social. A aplicação maliciosa convida a seguir um link, que leva a uma página na qual supostamente, após fornecer os dados de usuário e contrassenhas, poderá ser visto quem visitou nosso perfil. Mas em realidade o que faz é infectar o computador do usuário com um vírus que recolhe informação pessoal e de seus contatos, além de permitir acesso ao controle do perfil da aplicação. Lógico que ao final ninguém fica sabendo quem visitou seu perfil.

Reclama-se muito dos golpes aplicados na web, mas grande parte deles só acontece por causa dos usuários que saem clicando em todo link que veem pela frente. Segundo o The Next Web, pesquisas com os termos "remover timeline", por exemplo, indicam uma série de páginas que ensinariam, passo a passo, como voltar a ter a interface antiga na rede social. O problema é que não é possível fazer isso uma vez que se aceita testá-la.

Os golpes incluem diferentes tipos de "instruções". Em alguns casos, a orientação é dar alguns "curtir" e magicamente a timeline sumirá. Aumentar os "likes" de páginas desconhecidas aparentemente não faz mal nenhum, mas em alguns casos os sites pedem que o usuário instale extensões em seu navegador. Os plug-ins, sim, poderiam causar mal. (fonte: idest.com.br)

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 116 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal