Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

03/01/2012 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Músico vítima de golpe grava ligação flagrando estelionatário no RS

Golpista usou dados de Kako Kanidia para tentar transferir R$ 11,2 mil. Ao descobrir, artista pediu ajuda à mulher e flagrou crime pelo telefone.

O músico gaúcho Claudio Roberto de Souza, conhecido no Rio Grande do Sul como Kako Kanidia, planejou uma armadilha para flagrar um crime de estelionato por telefone. Ao descobrir que era vítima de golpe, o artista gravou, com a ajuda da mulher, uma conversa tefônica com um homem que tentava se passar por ele para transferir R$ 11,2 mil para uma conta bancária.

O golpista telefonou para a gerente do banco onde Kako possui conta se passando pelo músico. Ele dizia que compraria um terreno em São Paulo e precisava transferir R$ 11,2 mil para a conta do proprietário. O número de telefone era da capital paulista.

Por e-mail, o estelionatário enviou todos os dados do guitarrista necessários para a transferência, até mesmo a assinatura digitalizada. "Estou quebrando a cabeça, tentando entender como ele pode ter conseguido minha assinatura", disse o músico.

A transferência só não foi concretizada porque faltava um dígito na conta bancária, o que levou a gerente do banco a entrar em contato com o verdadeiro Kako. Ao descobrir o golpe, o artista pediu ajuda à mulher. Fingindo ser funcionária do banco, ela telefonou para o número que o estelionatário havia informado à agência e o flagrou se passando pelo marido e ressaltando a necessidade da transferência.

A polícia regional de Porto Alegre vai pedir ajuda à polícia de São Paulo para investigar o caso. "É certamente uma quadrilha que está praticando este tipo de golpe. Para identificar os integrantes, como há participação de pessoas de São Paulo, essas duas polícias têm de se unir", diz o delegado Cléber de Souza.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 150 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal