Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

30/12/2011 - O Dia Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpe com cesta de Natal

Por: Geraldo Perelo

Mulher é presa acusada de vender ceias pela Internet por até R$ 500 e não entregar.

Rio - Policiais da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI) prenderam ontem Andrea Márcia Navarro de Lima, 45 anos, suspeita de estelionato. De acordo com a polícia, ela teria lesado dezenas de pessoas, aplicando o ‘Golpe da Ceia de Natal’. Pela Internet, oferecia ceias cujos preços variavam entre R$ 300 e R$ 500, mas os produtos não chegaram aos endereços, como foi divulgado em três sites.

Morador de Pilares, o técnico em contabilidade André Luiz Peçanha contou à delegada Márcia Cristina Lopes, da DRCI, que pagou R$ 898 por duas ceias, além de R$ 50 pela entrega dos produtos. Ele disse que se interessou ao ver o anúncio na Internet. Segundo a delegada, o site ceiadenataldelivery, usado por Andrea, foi criado no dia 3 de novembro para facilitar a aplicação do golpe. De acordo com a polícia, ela usava ainda dois sites de compra coletiva para enganar os clientes.

Conta teria movimentação de R$ 420 mil em um mês

Andrea foi presa de manhã, perto de casa, em Madureira. Segundo a polícia, ela orientava as vítimas a fazer o depósito na conta da mãe, Sueli Martins dos Santos, 67, que também será indiciada por estelionato. Só este mês, elas teriam movimentado mais de R$ 420 mil.

A bancária Adriana Santos foi outra vítima do golpe. Ela contou que encomendou uma ceia no dia 7 e pagou R$ 500. Adriana disse que pretendia comemorar o Natal com dez pessoas e passou vergonha. “Fiquei decepcionada, triste, envergonhada e nervosa. A ceia da minha família foi misto quente com refrigerante”, disse.

Segundo a delegada, Andrea é foragida da Justiça: tem condenação por estelionato e responde a inquérito por falsidade ideológica.

Como não ser enganado

- O cliente deve verificar se o site é de uma empresa conhecida no mercado.

- Procurar sites de reclamações e verificar se há muitas queixas contra a empresa, loja, ou vendedor com quem se pretende fazer a negociação.

- Verificar junto ao registro BR, do governo federal, a autenticidade do site.

- Evitar fazer uma transação comercial através de sites de empresas que estejam há pouco tempo no ar e que não possuam boas recomendações.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 698 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal