Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

14/12/2011 - Comunidade News Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Presa proprietária de escola de aviação envolvida com esquema de vistos falsos

Justiça afirma que proprietária usava a escola para obter vistos de forma irregular.

A dona de uma escola de aviação em La Verne, na Califórnia, foi presa no dia 30, acusada de ter feito vista grossa sobre um esquema de fraude de vistos, trazendo estudantes estrangeiros para treinar em sua escola sem autorização do governo.

Karena Chuang, 28, foi presa na casa de um amigo, em Rancho Cucamonga, acusada de fraude de visto para estudantes supostamente com inscrições do Egito, Sri Lanka e Taiwan, em sua escola de voo, Blue Diamond Aviation, disse o Immigration and Customs Enforcement (ICE).

“É uma vulnerabilidade enorme”, disse Claude Arnold, agente especial encarregado de Investigações do ICE de Los Angeles. “Se essas pessoas não estão passando pelo processo de seleção apropriado que é exigido pelo governo dos EUA, então não sabemos suas intenções, nem suas origens”, afirmou.

Investigadores disseram que Chuang ajudava estudantes estrangeiros na aplicação para as escolas aprovadas pelo governo sabendo que, ao invés, eles iriam para o seu programa, o que não era aprovado. O departamento diz que mais de uma dúzia de estudantes ganharam entrada para os EUA com a ajuda da escola.

O suposto esquema começou a ruir em junho de 2010, depois que funcionários da embaixada dos EUA no Cairo deram declarações contraditórias sobre dois estudantes.

“Sabemos com certeza que os alunos foram treinados por ela para não dizer que iam estar na Blue Diamond, sua escola de voo, porque seriam questionados por funcionários da embaixada”, disse Arnold.

A agência diz que eles não descobriram qualquer ameaça à segurança nacional como um resultado da fraude. Arnold disse que nenhum dos estudantes estrangeiros que treinou na escola de Chuang desde 2006 tinha vínculos com o terrorismo.

“Nós temos alunos identificados que estão cooperando com a investigação”, disse Arnold.

Não é a primeira vez que escolas de voo trazem alunos estrangeiros sem a devida autorização. Em 2010, uma escola de voo em El Cajon, na Califórnia, se declarou culpada pela criação de documentos falsos de vistos para estudantes estrangeiros, e uma escola de voo em Massachusetts foi descoberta por ter treinado imigrantes indocumentados brasileiros.

Se condenada, Chuang poderá enfrentar uma pena máxima de até 10 anos de prisão, de acordo com promotores federais.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 131 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal