Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

27/12/2011 - Bom Dia Sorocaba Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Grupo cai em golpe de falso agente de viagem

Por: Getúlio Salvador

50 Pessoas compraram pacote para réveillon em Camboriú mas agente desapareceu com dinheiro, em Mirassol.

Um grupo de 50 pessoas, a maioria de Mirassol, foi vítima de estelionato. Elas pagaram uma excursão para o réveillon, no Balneário de Camboriú, em Santa Catarina, mas não viajaram, porque na hora prevista para a saída, nem o ônibus nem o responsável pela viagem apareceram.

O auxiliar de conferente Thiago Ortiz dos Santos, 21 anos, que é primo do autor do golpe, disse que desde março pagava R$ 88 por mês pela viagem que incluia transporte, hospedagem, café da manhã e alguns passeios. “Tudo parecia normal. Ele sempre organizava viagens com o pai dele, mas desta vez estava sozinho. Todos o conheciam e ficamos surpresos com o que aconteceu”, disse Thiago.

Segundo a vítima, a saída da excursão estava marcada para as 15h de segunda-feira (26). Rubens da Silva Júnior, que organizou a viagem, avisou que haveria um pequeno atraso.

Ás 18h, depois de várias tentativas de contato com Rubens pelo celular, três pessoas foram à casa dele e não o encontraram. Decidiram então ir à delegacia e fizeram boletins de ocorrência.

Na delegacia, segundo Thiago, o grupo percebeu detalhes que indicavam o golpe. “Fomos conferir os contratos e vimos que em alguns deles o endereço do Rubens era diferente”, contou Thiago.

A vendedora Vânia Andrade disse à TV TEM que planejou a viagem desde o começo do ano. “A gente comprou o pacote, pensou em tudo e agora acontece isso”, lamentou.

Leandro Henrique Dercilene, dono da empresa que alugou o ônibus que faria a viagem, disse que Rubens também não o procurou para o pagar pela locação, e que vai entrar na Justiça para tentar receber pelo menos metade do valor. “Fizemos um contrato de R$ 8,5 mil em fevereiro", afirmou.

O delegado Júlio Cézar Bueno Valle disse que Rubens está sendo procurado e vai responder pelo crime de estelionato.

Dicas para não cair em golpes de viagem

O que aconteceu com os moradores de Mirassol é um golpe que pode ser facilmente evitado se ao adquirir um pacote de viagem o contratante tomar cuidados simples, recomendados por especialistas do Procon.

O primeiro passo é checar as referências da empresa prestadora do serviço para saber se existem reclamações.

Uma outra medida é conferir informações aparentemente insignificantes, como enderenço da empresa, situação cadastral dela junto a órgãos regulamentadores.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 148 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal