Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

19/12/2011 - InfoMoney Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

A cada 17 segundos, um consumidor é vítima de fraude, revela Serasa

Por: Viviam Klanfer Nunes


SÃO PAULO – Estudo revela que a cada 17 segundos um consumidor brasileiro torna-se vítima de fraude. O crime envolve roubo de identidade, no qual os criminosos usam dados pessoais de vítimas para obter crédito.

De acordo com o Indicador Serasa Experian de Tentativas de Fraudes, divulgado nesta segunda-feira (19), de janeiro a outubro deste ano foram registradas 1,54 milhão de tentativas de fraudes no Brasil.

Setor de serviços

A Serasa estima que, se todas as tentativas de fraudes envolvendo roubo de identidade tivessem sido realizadas, o prejuízo total teria sido de R$ 5,7 bilhões nos dez primeiros meses do ano.

Vale destacar que esse indicador da Serasa, que revela o volume de investidas fraudulentas, é o resultado do cruzamento de três conjuntos de informações: total de consultas mensais a CPFs, estimativa de risco de fraude e valor médio das que ocorreram.

De todas as fraudes observadas, 34% foram feitas no setor de serviços. Na sequência, 28% foram realizadas contra bancos e financeiras, 22% na telefonia, 13% no varejo e 2% outros.

Documentos roubados

Os dados mostram que os consumidores que tiveram seus documentos roubados também são aqueles que têm maiores chances que se tornarem vítimas de fraudes. Com apenas uma carteira de identidade ou um CPF nas mãos de golpistas, dobra a probabilidade de ser vítima de uma fraude.

A Serasa sugere alguns cuidados simples para evitar se envolver em um problema de fraude.

  • Não dar informações pessoais a terceiros;
  • Evitar participar de sorteios e promoções que exijam essas informações;
  • Não abrir e-mails que não conhece;
  • Ter um antivírus atualizado no computador.

Em caso de roubo

Na eventualidade de o consumidor se tornar vítima de roubo, perder ou ter seus documentos extraviados, a primeira medida a ser tomada é fazer um boletim de ocorrência.

Depois, é possível cadastrar a ocorrência gratuitamente na base de dados da Serasa Experian (http://www.serasaexperian.com.br/servicos/cadastro/como_cadastrar_documentos.htm). Desta forma, sempre que ele for consultado, o concedente de crédito saberá que se trata de um documento roubado e terá mais cuidado ao fechar um negócio.

O consumidor pode, ainda, consultar gratuitamente o seu CPF em uma das agências da Serasa Experian em todo o País. Os endereços estão no site www.serasaexperian.com.br. A empresa oferece ainda o serviço Me Proteja, em que o consumidor é avisado por e-mail ou SMS, conforme opte, a cada transação de crédito feita com seu CPF e quando o documento é usado pela abertura de empresas, incluído ou excluído da lista de inadimplentes, por exemplo.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 181 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal