Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

18/09/2007 - Correio Braziliense Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Presa quadrilha que aplicava golpe em aposentados e pensionistas

Por: Thomaz Pires


A Polícia Civil do Distrito Federal prendeu na manhã desta terça-feira, em Santa Maria, seis suspeitos de integrar quadrilha que aplicava golpes através de empréstimo consignado. As vítimas eram aposentados e pensionistas, que tinham os documentos falsificados pelos bandidos. Os estelionatários abriam contas em bancos e pediam empréstimo, geralmente no valor de R$ 12 mil. O montante vinha descontado em folha e aparecia no contra-cheque do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS). A polícia estima que a quadrilha tenha roubado mais de R$ 200 mil.

A ação da polícia, batizada de Operação Previdência, foi iniciada às 6h desta terça-feira. Os agentes tinham em mãos dez mandados de prisão, mas apenas seis foram cumpridos. Quatro suspeitos fugiram antes da chegada dos agentes. O líder do bando, Marcelo Farinha, foi um dos detidos. Ele comprava informações sobre os segurados. Os dados eram passados pelo funcionário Célsio Morais Torres, da empresa Ágio, que prestava serviço terceirizado para o Ministério da Previdência. O funcionário fazia atendimento por telefone aos segurados e tinha acesso a dados confidenciais. Ele também foi um dos presos.

A ação envolveu 18 policiais da 33ª Delegacia de Polícia. A delegada-chefe, Marta Vargas, reforças as suspeitas de que o golpe possa ter atingido um número ainda maior de pessoas. “Temos 12 inquéritos instaurados, mas já começamos a investigar outros dez casos”, diz. Sobre o prejuízo às vítimas, Marta avalia que é pequena a possibilidade de haver ressarcimento. “Em tese, serão as vítimas que irão pagar por isso. Mas ainda é cedo para afirmar”, observa.

O golpe atingiu aposentados e pensionistas de todo o País. O contrato firmado entre Ministério da Previdência e a empresa Ágio já foi suspenso. A polícia pretende investigar funcionários para saber se havia outros envolvidos com o esquema montado pela quadrilha.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 425 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal