Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FRAUDES NAS EMPRESAS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 26/04 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

07/12/2011 - Paraná Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Estelionatário preso ao tentar abrir conta com documento falso

Por: Janaina Monteiro


Um suspeito de estelionato foi preso em flagrante quando tentava abrir, na tarde de terça-feira (6), uma conta na agência do Banco do Brasil, da Rua Marechal Deodoro, no centro de Curitiba. Funcionários do banco desconfiaram da documentação apresentada por Genilson da Costa, 35 anos, e acionaram a Polícia Militar, que o levou até o 1º Distrito Policial.

Com ele, a polícia encontrou mais de 60 folhas de cheque - a maior parte assinada e algumas em branco, apenas com a assinatura - de diversos valores e instituições bancárias que somariam em torno de R$ 20 mil. Também foram apreendidos cartões de crédito, documentos de identidade, CPF, cartões de banco e de lojas e até declaração de imposto de renda com dados falsos.

O delegado Vinícius Borges Martins explicou que o falsário usava os documentos com parte de seu nome trocado e também invertia o nome da mãe para abrir contas em vários bancos, fazer cartão de crédito e aplicar golpes no comércio. "Quem nos acionou foi o próprio banco, que cruzou as informações e verificou que o nome da filiação não era o correto", contou o delegado. No documento de identidade encontrado com o suspeito, o nome da mãe, que é Janair do Nascimento Costa, aparecia como Janair Nascimento da Costa. "São pequenos detalhes que ele alterava para ludibriar as vítimas", explica.

Entre os cheques apreendidos com o "papeleiro", havia vários pré-datados. Os valores variavam, o mais alto é de R$ 4.900. Segundo o delegado, Genilson disse que estava guardando os cheques para outra pessoa, mas para a imprensa, o suspeito contou que trabalha com confecções e os cheques são de clientes que compraram suas roupas. Ele não soube, porém, explicar quem assinou os cheques em branco.

Genilson vai responder por estelionato e uso de documento público falso. "Isso serviu de lição para mim", disse o homem, sorridente e agradecendo a entrevista.

O delegado ressalta que os comerciantes devem estar atentos para clientes como este, principalmente no fim do ano, na véspera do Natal, que é a época predileta dos golpistas.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 621 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal