Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

05/12/2011 - Jornale Curitiba Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia prende suspeitos de aplicar golpe do paco

Trio fez uma de suas vítimas no bairro do Água Verde.

Policiais da Delegacia de Estelionato e Desvio de Cargas (DEDC) prenderam, em Curitiba, três suspeitos de aplicar o “golpe do paco”. Indiamara de Lima Santos, 31 anos, Viviane Ziojlo Leal, 26, e Luiz Marcelo dos Santos Silva, 33, foram presos na quinta-feira (1º), na Avenida República Argentina, no bairro Água Verde, com a bolsa de uma mulher que havia saído de um banco na rua México, no Bacacheri.

O “golpe do paco” consiste em enganar pessoas que sacam grandes quantias em dinheiro. Uma vez identificada, a vítima é seguida por dois golpistas, um a sua frente e outro logo atrás.

A pessoa que está à frente deixa propositalmente cair uma folha de cheque de alto valor, ou um pacote de dinheiro falso, com o objetivo de chamar a atenção da vítima, que apanha o cheque ou o pacote e devolve ao estelionatário "que o perdeu", pensando estar ajudando. O outro integrante se aproxima e diz que também viu o acontecido ou finge participar da devolução.

Neste caso, a estelionatária que estava à frente e fingiu ter perdido o valor, ofereceu uma recompensa à vítima, uma mulher de aproximadamente 40 anos, e à comparsa, dizendo que elas deveriam comparecer a um escritório levando um bilhete para receber um valor não divulgado. Entretanto, solicitou à mulher que deixasse a bolsa com todo o dinheiro que tinha, como garantia de seu retorno.

A vítima entregou sua bolsa com dinheiro e foi buscar sua gratificação, ao ser incentivada pela outra estelionatária, que simulou a entrega de sua bolsa. A mulher só percebeu que havia sofrido um golpe quando descobriu que no endereço indicado não havia nenhum escritório.

“Viviane tinha de deixar o valor cair de sua bolsa, enquanto isso, Indiamara era responsável por simular ter visto também o valor cair e induzir a vítima a deixar sua bolsa com ela para receber a recompensa. Luiz Marcelo era responsável por acompanhar toda a ação e dar fuga às duas integrantes, caso a polícia aparecesse”, informa Aufiero.

Os suspeitos foram interceptados pelos policiais após denúncias de que pessoas estavam agindo nos bairros Água Verde e Bacacheri, então, foram presos com a bolsa furtada, próximo a um supermercado no bairro Água Verde. Segundo as investigações, o trio agia há oito meses praticando esses golpes em Curitiba.

Luiz Marcelo tem passagem por estelionato em Lins, São Paulo, em 2003, e será transferido para o Centro de Triagem II, em Piraquara. Indiamara e Viviane irão para o Centro de Triagem I, em Curitiba. Todos ficarão aguardando decisão da Justiça.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 166 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal