Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

01/12/2011 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Mulher é suspeita de usar cartões de tia morta para sacar dinheiro no Ceará

Suspeita não havia informado a instituições financeiras sobre falecimento. Delegado suspeita que outras mil pessoas adotem a mesma prática.

Uma mulher de Juazeiro do Norte, no Sul do Ceará, é suspeita de usar cartões de uma familiar morta por dois meses para sacar benefícios de aposentadoria. Alzenir Nascimento morreu em setembro deste ano e tinha três aposentadorias, como funcionária do Estado, Prefeitura e INSS.

De acordo com o delegado municipal de Juazeiro do Norte, Victor Timbó, a suspeita foi flagrada fazendo uso dos documentos da tia falecida. As aposentadorias somadas chegavam a R$ 2,5 mil. A instituição financeira afirma que não tinha o registro de óbito da beneficiada.

“A gente conseguiu o flagrante dela já saindo do estabelecimento, e ela vinha adotando essa conduta mês a mês”, diz o delegado. A mulher foi flagrada na quarta-feira (30) e o objetivo, conforme o delegado, era sacar o 13º salário, mas os benefícios já haviam sido cancelados.

Na quarta-feira a suspeita também prestou depoimento na delegacia municipal e pode responder por estelionato, segundo o delegado municipal.

Mais de mil suspeitos

Ainda conforme o delegado Victor Timbó, a Polícia Civil levantou dados apontando que mais de mil pessoas, somente em Juazeiro do Norte, adotam a prática de sacar benefícios de pessoas falecidas.

“As suspeitas são de pessoas que já morreram há muito mais tempo que Alznir Nascimento, que morreu há dois meses, e os familiares estão sacando sem informar as instituições de pagamento que as pessoas já morreram”, explica o delegado de Juazeiro do Norte.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 147 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal