Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

17/09/2007 - Portal Terra Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Rio: polícia prende acusados de golpe de R$ 285 mi

Por: Nívea Souza


A Polícia Civil do Rio de Janeiro desarticulou, nesta segunda-feira, uma quadrilha de estelionatários que atuava no setor de crédito tributário em todo o País e até no exterior. Três suspeitos foram presos hoje na capital fluminense. Um integrante do esquema já estava detido desde junho e outro continua sendo procurado. Inicialmente, a polícia falava em R$ 100 milhões, mas depois do depoimento do líder da quadrilha, chegou-se a conclusão de que o prejuízo causado pela soma dos golpes pode ultrapassar R$ 285 milhões.

Segundo o titular da 20ª Delegacia Policial (Vila Isabel), Eduardo Freitas, as investigações foram facilitadas após a prisão de Wittembergue Magno Ribeiro. Várias vítimas identificaram a foto do acusado e ajudaram a polícia com informações que levaram aos demais envolvidos.

"É a maior quadrilha do Brasil com escritório até no Panamá. Eles vendiam créditos tributários inexistes. Diversas empresas foram lesadas. Tinha crédito de 1 milhão, crédito de 10 milhões. Eles vendiam pela metade do preço. Empresas compravam esse crédito para abater nas suas contabilidades e eram lesadas", explicou o delegado.

Freitas disse ainda que a quadrilha oferecia empréstimos para pessoas interessadas em montar empresas. "Eles cobravam, antecipadamente, uma porcentagem pelo dinheiro que iriam emprestar. Uma vítima do Mato Grosso vendeu tudo o que tinha. Ele teve que dar R$ 700 mil para conseguir um empréstimo de R$ 10 milhões, mas o dinheiro não foi liberado", destacou o delegado.

Os presos nesta segunda-feira foram identificados como Nildo Ferreira da Silva, apontado pela polícia como líder do esquema e encontrado num escritório no centro do Rio, assim como Carlos Alberto Barbosa da Silva e seu filho Cláudio Andrade Barbosa, detidos na Barra da Tijuca, na zona oeste da cidade.

A polícia apreendeu três carros da quadrilha, pelo menos sete computadores no escritório do centro do Rio e documentos. O grupo deve responder pelos crimes de formação de quadrilha e estelionato.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 538 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal