Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

28/11/2011 - G1 / Reuters Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Sites acusados de vender produtos falsos são bloqueados pelos EUA

Cerca de 150 sites vendiam produtos falsificados, segundo autoridades. Páginas comercializavam sapatos, bolsas, óculos e agasalhos esportivos.

Cerca de 150 sites acusados de vender produtos falsificados nos Estados Unidos incluindo sapatos, bolsas, óculos de sol e agasalhos esportivos foram bloqueados, afirmaram autoridades norte-americanas nesta segunda-feira (28), coincidindo com a “Cyber Monday”, data na qual varejistas oferecem descontos pela internet.

Nos últimos dias, autoridades norte-americanas fizeram alertas aos sites, incluindo www.pumaoutlets.net, www.myjerseyshop.com e www.uggbootsclearanceoutletstores.com, em uma tentativa de impedir as vendas dos produtos falsificados.

No entanto, autoridades afirmaram ter dificuldades em processar os vendedores dos produtos falsos pois eles costumam ficar no exterior, predominantemente na China. “A maior parte dos falsificadores e criminosos envolvidos está no exterior e usa a internet como forma de enganar consumidores sem precisar estabelecer uma loja no território dos EUA”, disse John Morton, diretor da Agência de Imigração e Fiscalização de Fronteiras.

Autoridades dos EUA fizeram secretamente compras nos sites e trabalharam com as companhias que detém os direitos das marcas para determinar a autenticidade dos produtos. Caso fosse determinado que eles eram falsificados, autoridades obtinham autorizações de tribunais norte-americanos para bloquear o site. O dono do domínio pode tentar recorrer da decisão da corte.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 116 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal