Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

17/11/2011 - Sol / Lusa Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Grupo acusado de falsificação de cartões de crédito


Ministério Público (MP) deduziu acusação, para julgamento em tribunal colectivo, contra quatro suspeitos de crimes de associação criminosa, burla informática, contrafacção de cartões de crédito e falsidade informática, através de um esquema montado em caixas ATM em Lisboa.
A Procuradoria Distrital de Lisboa anunciou hoje, na sua página na internet, a acusação aos arguidos, sublinhando que «ficou indiciado» na investigação que estes se deslocaram a Portugal «com o único propósito de copiar cartões de crédito e de débito utilizados em território nacional, de forma a apropriarem-se criminosamente de quantias em dinheiro que não lhes pertenciam».

Na acusação, o MP refere que os arguidos, em conjunto, deslocavam-se a um posto ATM onde «colocavam uma calha metálica apontada para o teclado contendo uma micro câmara para a gravação dos códigos PIN introduzidos pelos titulares dos cartões no momento em que executavam a operação, sem que se apercebessem de nada».

«Para conseguirem passar despercebidos, usavam um dispositivo designado por 'cartão-régua', alinhado com a banda magnética dos cartões introduzidos na ATM pelos utilizadores», explica o MP, acrescentando que os arguidos colocavam ainda na caixa Multibanco um dispositivo que copiava os dados das bandas magnéticas dos cartões.

Deste modo, os arguidos conseguiam obter «todos os dados necessários à clonagem dos cartões», procedendo depois a levantamentos com total desconhecimento dos seus proprietários.

Segundo o MP, com este modo de actuação, entre 15 de Abril e 4 de Maio deste ano, os suspeitos conseguiram instalar dispositivos em cinco caixas Multibanco na cidade de Lisboa e efectuar 92 operações, com a utilização fraudulenta de 35 cartões contrafeitos, num valor total de 8.561 euros.

No entanto, só 19 operações de levantamento foram consumadas, provocando um prejuízo de 2.019 euros.

Três dos arguidos foram detidos em flagrante delito a 4 de Maio deste ano, na Avenida Guerra Junqueiro, em Lisboa, tendo ficado em prisão preventiva desde essa data.

A investigação deste caso, dirigida pelo MP na 3ª secção do Departamento de Investigação e Acção Penal, especializada em investigação de fraudes, e foi executada pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da Polícia Judiciária.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 139 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal