Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIFICAÇÃO DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 16/08/2018 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

23/11/2011 - A Tribuna - Rio Branco Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Fraude em licitação

Ex-funcionário da Martha's depõe, mas não apresenta documentos.

A falta de provas sobre a suposta fraude na licitação da empresa Martha’s Serviços Gerais, que administra os pátios de veículos em Santos, poderá dar um novo desfecho à apuração do caso conduzida pela Comissão Especial de Inquérito (CEI) da Câmara de Vereadores de Santos.

Mas, apesar dos indícios de um possível favorecimento terem se esvaído, para o vereador Adilson Júnior (PT), que preside a CEI, não resta dúvida de que houve falha na fiscalização dos serviços prestados pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

Nesta quarta-feira, o ex-funcionário Clóvis Ferreira de Oliveira compareceu à reunião para prestar depoimento sobre o caso. Apesar de sua declaração ser uma das mais aguardadas, nenhuma novidade sobre os indícios de facilitação no processo licitatório entre a Martha’s e a CET foi apresentada. Sem apresentar documentos, suas declarações foram dadas como subjetivas e sem crédito pela maioria dos parlamentares.

Ex-funcionário assumiu irregularidades

Ex-agente operacional da Martha’s, Clésio Aparecido de Melo também foi ouvido nesta quarta-feira. O depoimento do ex-funcionário foi considerado fundamental para entender o processo de trabalho empreendido pela permissionária Martha’s, que assumiu o serviço por meio de licitação em 2008.

Ele, que trabalhou até abril de 2010 na empresa, afirmou ter procuração, assinar documentos e tomar decisões em nome da permissionária, sendo o responsável por diversas irregularidades, entre elas a venda de 5 toneladas de sucata e o saque de pelo menos 30 mil litros de diesel de seis caminhões-tanques, recolhidos ao pátio por ordem judicial.
Contrato será mantido

Em coletiva de imprensa realizada nesta tarde, o presidente da CET Rogério Crantschaninov reiterou que ainda não existe um contrato emergencial com outra empresa e disse que o processo de rescisão com a Martha’s ainda não foi concluído porque a companhia espera uma cópia do inquérito policial sobre o caso.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 204 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal