Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIFICAÇÃO DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 16/08/2018 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

21/11/2011 - Jornal do Comércio Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Falsificar na Copa também é crime

Por: Valdomiro Soares


Se a pirataria já é algo assustador em qualquer época, imagine a que níveis ela é capaz de chegar em época de Copa do Mundo. Tudo aparece vestindo a camisa da seleção brasileira ou tem o logotipo do mundial estampado. Desde calçados, alimentos, brinquedos, roupas... O detalhe que muitos esquecem é que a camisa da seleção brasileira ou qualquer produto relacionado à Copa do Mundo são registrados. Ou seja, utilizá-los de forma inadequada também é crime. Obviamente, os falsificadores não estão preocupados com isso e estão por aí vendendo de tudo. Os prejuízos são imensos. Clubes de futebol de diversos estados decidiram criar uma associação para combater a pirataria de suas marcas. Eles têm sofrido prejuízos milionários com a cópia ilegal de camisas e outros artigos esportivos, que são livremente vendidos em comércios populares de todo o País.

A Lei Geral da Copa deve ampliar as punições para pessoas que praticarem atos de pirataria e utilizem o logo da Federação Internacional de Futebol (Fifa) sem autorização, já que o órgão apresenta insatisfação com a lei pela baixa proteção a seus patrocinadores e a produtos oficiais do evento. A Interpol calcula em US$ 520 bilhões o total de dinheiro movimentado por ano pela pirataria em todo o mundo – mais do que o tráfico de drogas, estimado em US$ 360 bilhões. O Brasil é o quarto no ranking mundial. De qualquer forma, ao analisar estes números só posso concluir que época de Copa do Mundo é tempo em que as dificuldades de se combater os crimes de falsificação e apropriação indevida de marca, algo tão combatido e falado pelos empresários, são enormes ao passo que deveria haver naturalmente um controle maior nesta época. É preciso fiscalizar, e não se deixar levar pelo clima de Copa do Mundo, em que tudo é permitido. Depois de passada a euforia do mundial é que os prejuízos começam a pesar no bolso do empresário.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 113 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal