Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

21/11/2011 - Plenário / FaxAju Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Empresário é denunciado por falsificação


O Ministério Público Federal em Sergipe denunciou o empresário Cássio Petersen Botto de Barros por possuir dois CPFs. A falsificação foi descoberta no âmbito de uma outra investigação criminal envolvendo Cássio Barros. Ele foi um dos denunciados por envolvimento num tumulto em colégio de votação em Aracaju, durante as eleições passadas.

Durante as investigações do processo eleitoral, ficou constatado que o empresário possui dois números diferentes de CPF. O procurador da República Ruy Nestor Bastos Mello explica, na denúncia, que Cássio Barros forneceu informações falsas à Receita Federal para que fosse confeccionado um outro documento de CPF em seu nome.

Em data anterior a 24 de abril de 1993, o empresário obteve o seu primeiro registo no Cadastro Nacional de Pessoa Física. Em 2004, ele solicitou nova inscrição, fornecendo dados falsos sobre sua data de nascimento e filiação, a fim de que não fosse identificada a duplicidade.

Além do crime de falsidade ideológica pela obtenção do segundo CPF, o empresário também incorreu no mesmo crime ao declarar Imposto de Renda de Pessoa Física vinculado ao CPF falso durante cinco anos. O documento falso ainda foi utilizado por Cássio Barros para a criação do CNPJ de sua empresa e para registrar a propriedade de um veículo.

Na denúncia – peça inicial do processo criminal – o MPF requer que o empresário seja condenado pelos crimes de falsidade ideológica e uso de documento falso.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 117 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal