Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

16/11/2011 - Comunidade News Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Brasileiro que fez dois casamentos falsos para se legalizar será deportado

Renato Câmara está sendo monitorado por uma pulseira eletrônica.

A tentativa de um brasileiro em conseguir se legalizar nos Estados Unidos através de meios ilícitos está agora o colocando na fila de deportação.

Mesmo depois de ter sido pego durante uma entrevista de legalização por casamento, Renato Câmara, 37, tentou, três anos depois, outro casamento por green card no estado do Alabama.

A juíza Katherine Nelson ordenou que o brasileiro fosse liberado da cadeia e colocado sob prisão domiciliar monitorado por uma pulseira eletrônica.

De acordo com documentos federais, o brasileiro chegou aos Estados Unidos em 2005 com um visto de turista. Em 2007 ele se casou com Dianne Rojas, aplicando para o green card posteriormente.

Durante a entrevista na Imigração, que aconteceu individualmente, o funcionário notou discrepâncias nas respostas. Dianne acabou confessando que a união era uma farsa e que Renato teria oferecido U$6.000 pelo casamento.

As autoridades iniciaram um processo de deportação contra o brasileiro em outubro de 2010 após uma audiência realizada no mês anterior.

Mas em fevereiro de 2011, Renato se casou novamente com Angela Green, que já havia sido acusada anteriormente por fraude em um casamento. Ela admitiu aos investigadores que o casamento com Renato também era falso e que tinha recebido U$600 de um total de U$8.000 prometido pelo brasileiro.

A gente especial do Departamento de Segurança Interna, Randy Hoffman, testemunhou que Angela disse aos investigadores que Renato ficava na casa dela de três a quatro dias por semana. Ele foi encontrado nesta casa e preso pelas autoridades na última semana.

“Ele queria se mudar para dar credibilidade ao casamento”, disse Hoffman.

O assistente da promotoria, Adam Overstreet, pediu a juíza do caso para manter Renato na prisão devido ao risco de fuga. Ele chamou o acusado de “mentiroso comprovado” que tentou falsificar seu primeiro casamento. “E não é que ele entra em um segundo casamento através de meio falsos”, disse o promotor.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 236 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal