Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

15/09/2007 - Folha de São Paulo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Brasil vai pedir a extradição de banqueiro preso em Mônaco


Será solicitada, na semana que vem, a extradição do banqueiro Salvatore Cacciola, preso em Mônaco, por fraude financeira e desvio de dinheiro público. Romeu Tuma, o secretário nacional de Justiça, disse que a solicitação será enviada na próxima terça-feira.

Naturalizado brasileiro, Cacciola, nascido em Milão, na Itália, viveu os últimos sete anos em Mônaco, onde deu continuidade aos seus negócios, protegido pelas leis de seu país de origem.

O ex-banqueiro foi condenado em 2005 a 13 anos de prisão em processo movido na 6ª Vara Criminal Federal, do Rio de Janeiro. A pena refere-se aos crimes de peculato (ou utilizar-se do cargo exercido para apropriação ilegal de dinheiro) e gestão fraudulenta.

Banco Marka

Com a desvalorização cambial de 1999, o banco Marka quebrou. Na contramão do mercado, o Marka e o banco FonteCindam haviam assumido pesados compromissos em dólar. O banco de Cacciola apostou na estabilidade do real e tinha 20 vezes seu patrimônio líquido comprometido em contratos de venda no mercado futuro de dólar.

O BC socorreu as duas instituições, vendendo dólares com cotação abaixo do mercado, evitando que quebrassem. A chefe interina do Departamento de Fiscalização do BC era Tereza Grossi, que mediou as negociações e pediu à Bolsa de Mercadorias & Futuros uma carta para justificar o socorro. O caso foi alvo de uma CPI, que concluiu que houve prejuízo de cerca de R$ 1,5 bilhão aos cofres públicos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 339 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal