Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FRAUDES NAS EMPRESAS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 26/04 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

11/11/2011 - RTP Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Fraudes na Olympus ameaçam credibilidade do Japão

Os sectores financeiro e político japoneses estão a fazer tudo para assegurar aos investidores que as empresas japonesas são fiáveis e que os 20 anos de fraudes agora admitidos pela Olympus serão exemplarmente punidos. O caso está a ser investigado pelas autoridades japonesas, chinesas e pelo FBI.

Em causa estão perdas de 678 milhões de dólares, num esquema que envolveu pagamentos inflacionados a consultores, na aquisição, em 2008, da empresa britânica Gyrus, apesar desta nada ter a ver com a atividade central da Olympus.

A fraude foi denunciada pelo próprio presidente executivo da empresa, o britânico Michael Woodford. Depois disso, o gestor denunciou outros três negócios semelhantes, num montante total de 773 milhões de dólares. A fraude total está calculada em 1.28 mil milhões de dólares.

Inicialmente, a Olympus negou ter cometido qualquer crime, mas a comissão interna nomeada para investigar as irregularidades financeiras, acabou por admitir no início desta semana que estes esquemas eram usados pelos executivos pelo menos desde os anos de 1990, para esconderem prejuízos. No mesmo dia, o vice-Presidente da Olympus, Hisashi Mori, foi demitido.

O caso pode ter repercussões sérias em toda a atividade empresarial do Japão, ao questionar a eficácia do mercado financeiro japonês.

Restaurar a confiança no Japão

O primeiro-ministro Yoshihiko Noda já reagiu. Considerou o escândalo "lamentável" e apelou a um castigo exemplar. "Temos de adotar medidas severas quanto a este tipo de ações impróprias. Temos de restaurar a confiança no mercado financeiro japonês", afirmou Noda.

O ministro japonês para os Serviços Financeiros, Shozaburo Jimi diz que o escândalo sujou a imagem do Japão. Pressionado pelo Partido Democrático, no poder, para esclarecer toda a situação, assegurou já que o organismo regulador por si tutelado está a investigar a empresa, prometendo "agir rapidamente".

Acrescentou que espera que a Olympus prossiga também a sua própria investigação interna. As autoridades chinesas e do FBI abriram entretanto os seus próprios inquéritos, que abrangem toda a administração. Teme-se uma catadupa de demissões que poderão acarretar a falência do grupo.

Os maiores acionistas da empresa exigem por seu lado que os gestores responsáveis pelas fraudes sejam investigados e punidos.

Woodford de regresso

Quando era ainda presidente-executivo da Olympus, em finais de outubro, Michael Woodford questionou os pagamentos, pedindo a demissão de vários executivos. Acabou demitido pelo Conselho de Administração da Olympus, sob pretexto de que não se coadunava com o estilo de administração da empresa.

A Olympus corre agora o risco de ser banida da Bolsa de Tóquio. Mesmo apesar da negação inicial, as ações da empresa entraram numa queda vertiginosa que nem o afastamento do presidente do conselho de administração, Tsuyoshi Kikukawa, evitou. A Olympus perdeu nos últimos dias mais de 6500 milhões de dólares de capitalização bolsista.

Alguns dos acionistas de referência do grupo defendem o regresso de Woodford, de forma a salvar a reputação da empresa, de 92 anos e evitar a falência. O gestor deverá reunir-se na próxima semana com o comité de investigação criado para apurar a existência de ilegalidades nas contas do grupo.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 493 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal