Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FRAUDES NAS EMPRESAS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 26/04 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

05/11/2011 - O Dia Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Fantasma da corrupção ronda os comunistas

Por: André Zahar e Damaris Giuliana

Denúncias de suposto desvio de verbas do Ministério do Esporte preocupam militantes históricos, que temem desgaste generalizado perante a opinião pública.

Brasília - Se há dois séculos o comunismo era o fantasma que rondava a Europa, como escreveu Karl Marx, hoje um outro ronda os comunistas — o da corrupção.

Militantes históricos enfrentam uma situação inédita, gerada pelas denúncias de suposto desvio de verbas do Ministério do Esporte, comandado há oito anos pelo PCdoB. Eles temem que as acusações contra o ex-ministro Orlando Silva e ONGs ligadas ao partido possam denegrir outras agremiações que empunham a bandeira da foice e do martelo.

Evitando prejulgamento, a historiadora Anita Prestes, 74 anos, pediu ao PCdoB que retirasse a imagem dos pais — os revolucionários Luiz Carlos Prestes e Olga Benário — de seu programa de televisão. Segundo ela, a veiculação foi uma “tentativa deplorável de impedir o desgaste” de dirigentes do partido.

“Os comunistas nunca foram acusados de corruptos; se confirmada a denúncia, esse fato mostrará que o PCdoB não é um partido comunista, como já era opinião de Prestes ainda na década de 1980. Ele costumava dizer que o PCdoB de comunista só tinha o nome”, lembra Anita.

Preconceito

Presidente nacional do PPS, o deputado federal Roberto Freire, 69 anos, diz que as denúncias podem aumentar o preconceito contra os comunistas. Ele chegou a ser candidato à presidência da República pelo PCB, em 1989, antes de apoiar a refundação da sigla, três anos depois.

“Os comunistas sempre estiveram nas páginas policiais, mas como vítimas de perseguição. Eles (do PCdoB) conseguiram colocá-los como praticantes de ilícitos”, diz Freire.

Secretário-geral do novo PCB, criado em 1996, Ivan Pinheiro, 65 anos, não acredita que o ex-ministro Orlando Silva tenha embolsado dinheiro público. Ele atribui o desgaste dos comunistas à busca por espaço no governo e no Congresso. “O PCdoB passou a agir como qualquer partido convencional”, diz.

Dirigente garante que PCdoB não perdeu identidade

Dirigentes do PCdoB afirmam que o partido é vítima de calúnias por causa de sua crescente influência. Para a presidente do diretório fluminense, Ana Rocha, 60 anos, esta é uma “sórdida campanha” iniciada quando o ex-ministro do Esporte, Orlando Silva, passou a enfrentar a FIFA.

O secretário nacional de comunicação, José Reinaldo Carvalho, 56 anos, garante que “o PCdoB é o bom e velho partidão, herdeiro das melhores tradições de luta do povo brasileiro”. Segundo ele, a legenda mantém “incólume a identidade comunista”.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 151 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal