Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

14/09/2007 - Última Instância Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

MPF-SP denuncia traficante colombiano Abadia


O traficante colombiano Juan Carlos Ramires Abadia, procurado pela Justiça norte-americana, foi denunciado nesta sexta-feira (14/9) pelo MPF (Ministério Público Federal) à 6ª Vara Criminal Federal de São Paulo.

Abadia, que está preso preventivamente com outros sete acusados, montou no Brasil, segundo a denúncia, uma quadrilha para lavar pelo menos US$ 9 milhões oriundos do tráfico internacional de drogas.

Segundo informações divulgadas pelo MPF, para alcançar seu objetivo de fugir da Justiça americana, o traficante é acusado de usar mais de 30 documentos falsos e corromper agentes públicos.

Além de Abadia, a procuradora da República Thaméa Danelon Valiengo denunciou outras 15 pessoas. A denúncia será apreciada pelo juiz federal Fausto Martin de Sanctis.

O caso

Abadia é um dos principais líderes do Cartel Vale Del Norte, da Colômbia, e é processado nos Estados Unidos por tráfico internacional de drogas. Diante do pedido de extradição formulado por aquele país para o governo colombiano, Abadia fugiu para o Brasil em julho de 2004.

Em depoimento à Polícia Federal, ele contou que partiu de barco da Venezuela para o Ceará, portando US$ 4 milhões. Depois disso, internou no país, pela mesma via, mais US$ 5 milhões.

Já em território brasileiro, Abadia e seu companheiro de quadrilha Pacho, que usava o nome provavelmente falso de Henry Edval Lagos, contrataram o piloto André Luis Telles Barcellos, que os trouxe de Camocin (CE) para Araxá (MG) pelo valor
de US$ 30 mil. Ainda de acordo com o MPF, Barcellos passou, então, a integrar o grupo, ajudando com a compra de bens, imóveis, falsificação de documentos e na ocultação do dinheiro.

Para tanto, Barcellos passou a ser remunerado por Pacho, que lhe pagava um "salário" mensal de US$ 5 a 8 mil, e envolveu o filho André Barcellos no esquema. Pacho é acusado pelos crimes de quadrilha e lavagem e está foragido. Outros dois integrantes do bando de Abadia, Cesar Daniel Amarilla ou Frank Zambrano e Victor Manuel Moreno Ibarra, também conseguiram escapar antes da operação policial, mas também são acusados dos mesmos crimes.

Barcellos é acusado pelos crimes de lavagem de dinheiro, formação de quadrilha, falsificação e corrupção ativa e está preso preventivamente.

Em família

No grupo, a mulher de Abadia, Yéssica Paola Rojas Morales, que também usava nome falso no Brasil, tinha papel preponderante, sendo a contadora e responsável por pagamentos aos membros e ajudantes da quadrilha.

Com a fuga de Pacho, Yéssica passou a pagar diretamente os "salários" das pessoas que ajudaram a quadrilha, como o casal Daniel Brás Maróstica e Ana Maria Stein, responsável pela compra da casa no condomínio Aldeia da Serra, na Grande São Paulo, onde Abadia foi preso com a mulher.

Yessica é acusada pelos crimes de lavagem, quadrilha e uso de documentos falsos. O casal responde por lavagem e quadrilha e também se encontra preso preventivamente.

O MPF afirma que faziam o mesmo papel de adquirir ou alugar imóveis para o bando os acusados Vitor Garcia Verano, o Peter, e sua mulher Aline Nunes Prado. Foram eles que intermediaram e compraram a casa de Florianópolis, por US$ 2,5 milhões. O casal responde por lavagem e quadrilha e também está preso preventivamente.

Valores ocultados

Do total introduzido no Brasil, a PF apreendeu com Abadia e na casa do pai do motorista de um dos integrantes do bando o total de US$ 1,255 milhão, 604 mil euros e R$ 15 mil. Outras quantias, em várias moedas, foram encontradas com Barcellos pai e Jaime Hernando Martinez Verano, responsável pela guarda e transporte dos valores do tráfico.

Foi Jaime Verano que entregou, após a prisão de Abadia, ao motorista Eliseo Almeida Machado, o dinheiro que foi apreendido em Campinas. Antes o dinheiro estava enterrado em Aldeia da Serra e não foi localizado pela PF num primeiro momento. Machado foi acusado de lavagem, pois admitiu que sabia que o dinheiro era oriundo de práticas ilícitas. Jaime Verano está preso e é acusado de lavagem e quadrilha.

Com o apoio de membros da quadrilha e de pessoas recrutadas no Brasil, Abadia adquiriu em nome de laranjas três casas, em São Paulo, Florianópolis e Angra dos Reis, uma fazenda no Rio Grande do Sul e um sítio em Pouso Alegre (MG), além de uma lancha, sete carros e duas motos.

Corrupção

Para que sua permanência no Brasil ganhasse ares de legalidade, Abadia pediu a Barcellos que cuidasse para que os passaportes em seu nome recebessem carimbos de entrada e saída em território brasileiro. Para isso, Abadia não precisava cruzar a fronteira.

O piloto pediu a ajuda de seu amigo pessoal, o militar Angelo Cassol, superintendente da Anac em Foz do Iguaçu, que recrutou o agente federal Adilson Soares da Silva, que ganhava US$ 200 cada vez que carimbava os passaportes do traficante. Cassol responderá por falsificação e corrupção ativa de agente da PF. Silva é acusado de falsificação e corrupção passiva.

Também é acusado de lavagem de dinheiro Antonio Marcos Ayres Fonseca, dono da agência que vendeu inúmeros veículos para a quadrilha.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 393 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal